Leão não avança com exposição à Liga… para já

Sporting 19-10-2020 15:08
Por Mário Rui Ventura

O Sporting leva três jogos realizados no campeonato - a ronda inaugural com o Gil Vicente, recorde-se, foi adiada para o próximo dia 28, às 21.45 horas, devido aos casos de Covid-19 nas duas equipas -, com duas vitórias e um empate, anteontem, diante do FC Porto, que motivou aparição pública do presidente dos leões, Frederico Varandas, com duras críticas à arbitragem.

 

A verdade é que, com apenas três jogos realizados no campeonato, esta não foi a primeira vez que o leão se insurgiu contra os critérios dos árbitros. Logo no primeiro jogo realizado para a Liga, correspondente à 2.ª jornada, realizado em Paços de Ferreira, e que o Sporting venceu por 2-0, o critério disciplinar do árbitro dessa partida, Fábio Veríssimo, levou a posição oficial do responsável pela comunicação do clube de Alvalade, Miguel Braga, face aos seis cartões amarelos mostrados a jogadores leoninos nesse jogo.

 

Agora,  no clássico, a reação foi mais imediata e pela voz do próprio presidente, Frederico Varandas, também pela gravidade daqueles que, na opinião dos leões, foram os erros do árbitro do jogo com o FC Porto, Luís Godinho, e sobretudo do juiz nomeado para videoárbitro, Tiago Martins: um cartão vermelho direto por exibir a Zaidu, aos 20 minutos, por entrada negligente sobre Pedro Porro, e o penálti por falta do mesmo Zaidu, e consequente vermelho, sobre Pedro Gonçalves e depois revertida após consulta de Luís Godinho ao videoárbitro.

 

Para já, sabe A BOLA, o Sporting não vai fazer qualquer exposição à Liga mas os possíveis erros, esses, estão elencados. «Se tivermos de gritar, vamos gritar bem alto. Custe o que custar, vamos vencer», avisou o presidente dos leões.

Ler Mais
Comentários (45)

Últimas Notícias