Leões querem ver Lille responsável pelos 16.5 milhões de Rafael Leão

Sporting 14-10-2020 11:02
Por Nuno Raposo

Condenado pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) a indemnizar o Sporting em €16,5 milhões de euros, por cessação ilícita do contrato de trabalho, Rafael Leão está agora em Itália, no Milan, mas na altura em que rescindiu contrato com o emblema de Alvalade seguiu para França, para o Lille, clube que a administração sportinguista pretende que seja considerado solidariamente responsável neste processo, pelo que, apurou A BOLA, já avançou para a FIFA para que esta reconheça a referida responsabilidade solidária do emblema da Ligue 1, podendo dessa forma ser chamado ao pagamento da indemnização. Os leões esperam agora por uma decisão.  

   
Na sequência da invasão à Academia de Alcochete - por parte de cerca de 50 adeptos radicais encapuzados, que agrediram jogadores e outros elementos do staff do futebol leonino, no dia 15 de maio de 2018 -, Rafael Leão, então jogador do Sporting, apresentou carta de rescisão com invocação de justa causa, com data de 14 de junho de 2018. A 20 de agosto do mesmo ano, «a Sporting SAD foi citada para contestar o pedido de arbitragem voluntária em matéria laboral apresentado pelo jogador junto do TAD, em que este peticiona a procedência da invocação de justa causa, bem como a condenação da Sporting SAD no pagamento de uma indemnização no valor de €290 mil e de €100 mil a título de indemnização pela prática de assédio moral», explicaram os leões na altura, avisando que «adicionalmente, a Sporting SAD irá dar entrada de ação na FIFA contra o jogador e o seu novo clube LOSC Lille».


Reclamaram posteriormente os leões na FIFA que o avançado agora com 21 anos resolveu o contrato sem justa causa e pediram indemnização de €45,2 milhões, acrescida de juros, numa ação não apenas contra o jogador mas também contra o emblema francês. A FIFA, no entanto, considerou que não podia admitir esse processo, porque já estava a ser julgado em sede do TAD, em Portugal, que no passado mês de março condenou Rafael Leão ao pagamento dos referidos €16,5 milhões e ao Sporting em 40 mil euros, por assédio moral ao jogador. Entretanto, está a ser tramitado recurso ou ação de anulação no Tribunal da Relação de Lisboa, com a defesa a pretender reverter a decisão do TAD.


Agora, apurámos, os leões, precavendo a possibilidade de Rafael Leão não ter condições para o pagamento dos €16,5 milhões, avançaram então para a FIFA, esperando pela decisão de reclamação para esta entidade reconhecer responsabilidade solidária do Lille neste processo. É a administração leonina a fazer tudo o que está ao alcance para receber a indemnização.

 

Ler Mais
Comentários (65)

Últimas Notícias