Internacionais portugueses da Premier League obrigados a 14 dias de quarentena

Seleção 13-10-2020 17:03
Por Redação

À luz do protocolo levado a cabo pelo Governo inglês, 10 internacionais portugueses poderão ter de cumprir quarentena obrigatória após contacto com Cristiano Ronaldo, infetado com Covid-19, no estágio da Seleção Nacional. Esta é a mesma norma que impedirá Edinson Cavani de se estrear pelo Manchester United já no sábado, uma vez que o avançado uruguaio ainda não cumpriu os 14 dias de isolamento após chegar de Paris para assinar pelos red devils.

 

O governo inglês prevê regimes de exceção para atletas de alta competição mas apenas no caso de os atletas serem oriundos de países «de baixo risco», algo que, neste momento, não sucede com Portugal continental, apenas com Madeira e Açores.

 

Rui Patrício, Nélson Semedo, Rúben Neves, João Moutinho e Daniel Podence (Wolverhampton), Bruno Fernandes (Manchester United), João Cancelo, Rúben Dias, Bernardo Silva (Manchester City) e Diogo Jota (Liverpool) poderão, pois, ser obrigados a 14 dias de quarentena, mesmo que apresentem vários testes negativos ao Covid-19, e, por isso, deverão falhar alguns compromissos das respetivas equipas. Na próxima semana, recorde-se, Manchester United, Manchester City e Liverpool iniciarão também a participação na Liga dos Campeões.

Ler Mais
Comentários (32)

Últimas Notícias