«Ou será positivo…ou será histórico» - Abel Ferreira

PAOK 29-09-2020 18:07
Por Redação

Depois de eliminar Besiktas e Benfica na segunda e terceira pré-eliminatórias, respetivamente, o PAOK tem, esta quarta-feira, um dos jogos mais importantes da história do clube. Os gregos recebem o Krasnodar, em Salónica, na segunda mão do play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. O português Abel Ferreira, treinador do PAOK, pede uma equipa semelhante à que jogou com turcos e com os encarnados.

«O Krasnodar tem muita qualidade individual, vocês viram essa qualidade nas ações de um contra um. Também sabem que a única forma que temos de parar equipas como o Besiktas e o Benfica tem de ser coletivamente. A força da nossa equipa está na organização coletiva e não nos jogadores que fazem a diferença individual. Foi com disciplina que chegámos até aqui», afirmou Abel Ferreira, esta terça-feira, em Salónica.

Na semana passada, o PAOK perdeu na Rússia por 1-2, depois de ter estado em vantagem. A inédita qualificação para a fase de grupos da Champions está à distância de um golo. Abel Ferreira lembra as diferenças entre os orçamentos das equipas, e concede algum favoritismo aos russos. «O favoritismo é relativo, mas se olharmos ao investimento do adversário em jogadores não nos podemos comparar. O Krasnodar consegue comprar jogadores de 10 a 12 milhões. Pelo investimento, e tempo que o treinador tem com a equipa, eles são favoritos. Pela paixão, trabalho e crença, os favoritos somos nós», resumiu o antigo treinador do SC Braga.

Em caso de eliminação, o PAOK cai para a fase de grupos da Liga Europa. Abel Ferreira fala de um sonho que passou a objetivo depois de eliminar Besiktas e Benfica: «Disse que íamos passar do sonho ao objetivo. Fui eu quem pôs esse objetivo. O que o clube me pediu e exigiu foi estar nas competições europeias. Aconteça o que acontecer amanhã, uma coisa tem de ficar clara: ou será positivo ou será histórico.»

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias