Rui Gomes da Silva recusa presença na Assembleia Geral

Benfica 25-09-2020 12:17
Por Rui Miguel Melo

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, não vai votar o Relatório e Contas do clube, hoje, em Assembleia Geral. O antigo dirigente encarnado reforçou as críticas ao voto eletrónico, num discurso já a apontar ao ato eleitoral.

 

«Não irei votar. Não acredito no voto eletrónico. Acredito com um voto físico simultâneo para que, na dúvida, haja recontagem», afirmou Rui Gomes da Silva, ontem, em Lisboa, à margem de uma ação de campanha. O candidato pede a todas as listas que não tomem posse sem a recontagem do voto em papel que será acoplado à votação eletrónica. Mas deixou a indireta a Luís Filipe Vieira por entender que o atual presidente, se for o mais votado, não respeitará tal pedido: Lanço o desafio que nenhuma lista tome posse que sejam contados os votos físicos. Há candidaturas que não vão aceitar isso. Quem achar que  o voto eletrónico é a salvação, vai querer logo tomar posse.»

 

O candidato voltou a falar do que quer para o Benfica, e criticou a relação de Luís Filipe Vieira com o empresário Jorge Mendes.

 

«O Benfica tem jogadores para fazer três ou quatro equipas por que houve uma rutura com o parceiro estratégico e o empresário mudou-se para o nosso rival do FC Porto. E hoje o Benfica tem jogadores desse mesmo parceiro estratégico e não sabe o que lhes há de fazer.Não quero isso», reforçou o antigo vice-presidente.

 

Rui Gomes da Silva apresentou, ontem, uma iniciativa. Ao lado da empresa Pagaqui, o candidato propõe uma solução financeira para sócios e adeptos do Benfica com o objetivo de financiar (ou ajudar no financiamento) das modalidades e das Casas do Benfica. Ou seja, as comissões dessas soluções financeiras seriam canalizadas para aí.

 

Rui Gomes da Silva quer aumentar os níveis de autosuficiência das modalidades e Casas do clube para que o futebol deixe de colocar algumas verbas nessas partes. O candidato prevê €5 milhões de receita em três anos, entre €1,5 e €2 milhões no primeiro ano. 

 

«Queremos um Benfica de dimensão europeia», sintetizou.

Ler Mais
Comentários (41)

Últimas Notícias