«Nem sempre ganha quem ataca mais ou faz mais remates»

Benfica 25-09-2020 15:17
Por Redação

Jorge Jesus foi questionado se a goleada (5-1) ao Famalicão, na jornada inaugural da Liga, fez aumentar a pressão para o jogo da segunda ronda com o Moreirense (sábado, 18.30 horas).

 

«O Moreirense é uma equipa bem organizada que, face à nossa qualidade, vamos obrigar a jogar dentro do seu meio-campo, à espera de um contra-ataque ou de marcar numa bola parada. Hoje em dia, nem sempre ganha quem ataca mais ou quem faz mais remates – está mais perto de ganhar, mas por vezes não acontece. Estamos preparados para as várias nuances do jogo e vamos estar preparados para as dificuldades que vamos encontrar», disse em conferência de imprensa.

 

«A pressão e a exigência são boas. Quero sempre que os meus jogadores façam mais golos, que joguem melhor, que a exigência seja total durante o jogo. Só é pressionado pela positiva quem tem qualidade. Este clube cresceu muito em termos de infraestruturas e dá todas a condições de trabalho aos jogadores, logo a pressão é diária e tens de ser melhor que o adversário, seja ele qual for. Estamos a preparar a equipa, temos sete semanas de trabalho, mas ainda tem muito para crescer e de certeza que ainda vai crescer», acrescentou.

 

Sobre as eleições para a presidência do Benfica, agendadas para 30 de outubro: «Isso não tem nada a ver com futebol. É um tema político e desportivo do clube. No momento certo as pessoas vão decidir. Não tenho de falar disso. Sou treinador do Benfica.»

Ler Mais
Comentários (10)

Últimas Notícias