Nélson e Ivo Oliveira só prometem o melhor possível no Mundial

Ciclismo 24-09-2020 08:45
Por Fernando Emílio

Nélson Oliveira e Ivo Oliveira são os dois portugueses que irão correr, amanhã, o contrarrelógio de 31,7 quilómetros dos Campeonatos do Mundo, em Imola, Itália.


Embora nenhum laço familiar sustente o apelido comum, estão coincidentes no desagrado que o traçado lhes desperta: nada plano e sem grandes dificuldades.


«Já tinha uma ideia, mas no reconhecimento confirmei que o percurso é para corredores rápidos, em virtude de não existirem dificuldades e a distância ser acessível. Além de alguns troços mais técnicos, há apenas uma subida e sem grande expressão, pormenores que não darão para marcar diferenças, sendo que o vento poderá também ter alguma influência», avaliou Nélson a A BOLA, antecipando: «Tentarei dar o meu melhor, mas não estou muito otimista em conseguir um bom resultado. Ficar nos cinco primeiros seria um milagre, entre os dez melhores é uma possibilidade. Tudo depende de como me encontre e das prestações dos adversários.»


Ivo Oliveira complementou: «Os corredores mais pesados terão alguma vantagem e se o vento estiver a soprar forte como hoje [ontem] não ajudará muito. Nos troços mais técnicos é preciso alguma atenção e tentar fazer o melhor possível. Até viajar para Itália fiz alguns treinos no Luxemburgo, as sensações são boas... resta-nos acreditar que vamos estar bem e fazer uma boa corrida», concluiu o corredor de Vila Nova de Gaia.


Já hoje irá correr-se a correspondente prova feminina, de 31,7 km, para a qual a norte-americana e campeã em titulo, Chloé Dyger, parte como favorita.

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias