Liga reforçou apelo à responsabilidade dos agentes desportivos

Liga 12-09-2020 13:15
Por Redação

A Liga Portugal reuniu-se na manhã deste sábado com os clubes dos escalões profissionais após o adiamento dos encontros Feirense-Chaves e Académico Viseu-Académica, devido a casos positivos de Covid-19.

Através de comunicado, o organismo explica que na reunião foram abordados todos os aspetos relacionados com as orientações definidas pela Direção Geral de Saúde, bem como do Plano de Retoma Específico para o Futebol Profissional, produzindo-se cinco conclusões. Salta à vista apelo a comportamento socialmente responsável por parte dos agentes desportivos.

Leia o comunicado:

 

«Da reunião desta manhã produziram-se as seguintes conclusões:
 

1- Reforçar a importância do cumprimento escrupuloso do código de conduta assumido e assinado por todos os agentes desportivos – Anexo 2 do Plano de Retoma Específico para o Futebol Profissional;
 

2 - Tal como já foi prática no processo de retoma da Liga NOS 2019-20, é imperativo manter a aplicação plena do ponto 27 do decreto 036/2020 da DGS, também contemplado no ponto 10.2 do Plano de Retoma do Futebol Profissional, que pressupõe que “a identificação de um caso positivo não torna, por si só, obrigatório o isolamento coletivo, das equipas”, e cuja aplicação com sucesso na temporada passada, foi um fator decisivo para o término da competição; 
 

3 - É de extrema importância todas as Sociedades Desportivas manterem uma articulação próxima e regular com o Delegado de Saúde local da sua região;
 

4 - Sem prejuízo dos cenários epidemiológicas específicas de cada região, em cada momento, garantir a existência de um critério de intervenção uniforme para a mesma tipologia de ocorrência;
 

5 - O Futebol Profissional adotou um processo de testagem que vai para lá da obrigatoriedade prevista e requerida pelo decreto 036/2020 da DGS, no propósito claro de reduzir o risco de contágio dentro do universo de cada clube, garantindo um controlo de identificação e redução da possibilidade de surtos dentro de cada plantel. Este modelo não pode ser penalizador para uma atividade que não pode parar, sob pena de se produzirem danos irreparáveis;
 

Todas estas conclusões serão levadas à reunião agendada para esta segunda-feira, às 15H00, entre a Liga Portugal e o Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, onde será reiterada a necessidade de implementação destas recomendações sob pena de serem colocadas em causa as competições profissionais futebol na época 2020-21.»

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias