Retomadas conversas com o Bétis pelo central Feddal

Sporting 11-08-2020 15:10
Por Eduardo Marques

Na profunda reestruturação que o setor defensivo do Sporting vai conhecer na nova temporada, há um nome que há muito tem sido falado como sendo alvo prioritário para os leões, mas cuja transferência conheceu vários contratempos e tarda em concretizar-se. Falamos, obviamente, de Zou Feddal, defesa-central esquerdino que é visto em Alvalade como uma excelente solução para colmatar a vaga deixada em aberto no plantel por Mathieu.


Ontem, quando tudo fazia crer que Feddal se apresentaria no arranque da pré-temporada do Bétis, o internacional marroquino não marcou presença no primeiro dia destinado à realização de testes médicos no emblema espanhol, com a imprensa a adiantar que isso se deveu ao reatar das conversações entre Sporting e Bétis pelo jogador e que a ausência tinha sido devidamente autorizada pelos responsáveis do clube andaluz.


A verdade é que há muito que Sporting e Bétis têm conversado sobre a transferência de Feddal para Alvalade, ao ponto de Hugo Viana, diretor desportivo dos leões, ter-se deslocado a Sevilha para tentar desbloquear as negociações que têm conhecido avanços e recuos. Primeiro as notícias de que tinham sido detetados problemas físicos na avaliação que foi feita ao jogador, depois a tentativa dos leões baixarem o valor da transferência e, por fim, a exigência do Bétis em ter garantias bancárias de pagamento, e incluir uma cláusula de penalização no acordo entre os clubes, de maneira a salvaguardar-se de eventuais problemas no futuro como os que foram tornados públicos em relação às transferências de Rúben Amorim ou de Sporar.


A verdade é que o reatar das conversações entre Sporting e Bétis por Zou Feddal indicam que o interesse leonino no experiente (30 anos) internacional marroquino não esmoreceu, pese embora a tentativa de encontrar novas soluções para reforçar o eixo do setor defensivo.

 

Aliás, em Espanha até avançam com os contornos financeiros da operação que poderá conhecer avanços definitivos nesta semana, de maneira a que Feddal possa ser uma solução extra no arranque dos trabalhos do plantel sportinguista que, recorde-se, está agendado para a próxima segunda-feira, dia 17.

 

Segundo a imprensa de Sevilha, o Bétis quer três milhões pela cedência definitiva do defesa marroquino, valor que pode aumentar em 800 mil euros por objetivos individuais e coletivos a alcançar na próxima temporada.

 

E o Sporting, que recusou também ceder na percentagem que detém numa futura venda de William Carvalho e que pode render milhões neste defeso, pagaria esses três milhões em três parcelas: a primeira em janeiro de 2021, a segunda em junho e a última em janeiro de 2022.
 

Ler Mais
Comentários (21)

Últimas Notícias