«Lamentamos que a ambição só se veja em altura de eleições»

Benfica 04-08-2020 13:46
Por Rafael Batista Reis

Da intenção de avançar com um candidato à presidência do Benfica, germinada ainda as águias lideravam o Campeonato com sete pontos do que o FC Porto, o movimento 'Servir o Benfica' apresentou agora a candidatura de Francisco Mourão Benitez às eleições marcadas para outubro.

A cerimónia decorreu segunda-feira, na Rua de Belém, simbolicamente junto à placa comemorativa da fundação do Sport Lisboa e Benfica, cerca de 45 minutos depois de, nas redes sociais, às 19.04 horas, uma alusão ao ano da fundação do clube, terem sido desvendadas as ideias mestras deste movimento num vídeo com uma vintena de minutos.

Num curto discurso, ao lado dos seus braços-direitos, de João Pinheiro, candidato à presidente da Mesa da Assembleia e Geral, e de Nuno Leite, escolhido para, se eleito, liderar, o Conselho Fiscal, e perante meia centena de apoiantes, que Francisco Benitez se apresentou aos seus consócios, não deixando de lançar algumas farpas ao consulado de Luís Filipe Vieira.

«As vitórias do passado estão no museu. O que nos interessa são as vitórias do presente. Lamentamos que a ambição desportiva da atual Direção só se veja em altura de eleições. Em maio, Luís Filipe Vieira queixava-se de ter perdido dois negócios por não transferir dois dos nossos jogadores. O que gostávamos de ter ouvido de Luís Filipe Vieira era um lamento pelos desempenhos pouco consentâneos com a nossa história na Europa do futebol», acusou Francisco Benitez, garantindo que se o que defende e projeta para o Benfica merecer a confiança dos sócios, Jorge Jesus, que um par de horas antes tinha sido oficializado no Seixal para as próximas duas temporadas, merecerá a confiança da equipa pela qual dá o rosto. Mas com um recado.

«Trata-se de um não problema. Uma coisa que não fazemos é rasgar contratos. Nem pode desperdiçar-se um contrato de vários milhões. Aproveitamos, aliás, para desejar os maiores sucessos desportivos ao treinador Jorge Jesus e estamos certos de que em caso de vitória da nossa candidatura será mais bem-sucedido do que na primeira passagem pelo Sport Lisboa e Benfica. Pode esperar de nós todo o apoio, mas também a exigência de quem sabe o que é o Benfica, porque nós benfiquistas só conhecemos uma palavra: ganhar!», assinalou o empresário de 56 anos, os mesmos que tem se ligação associativa aos encarnados, para quem retirar o enfoque sobre o negócio e devolver as grandes conquistas ao clube são estas as linhas gerais da candidatura que ontem deu a conhecer à família benfiquista.
 

Ler Mais
Comentários (38)

Últimas Notícias