Grã-Bretanha: Hamilton na ‘pole position’

Fórmula 1 01-08-2020 15:54
Por José Caetano

Lewis Hamilton soma e segue no Mundial de Fórmula 1. O campeão do Mundo garantiu a ‘pole position’ para o Grande Prémio da Grã-Bretanha, amanhã (14h10), em Silverstone, em Inglaterra, com tempo-canhão (1.24,303 m) na volta ao circuito com 5,891 km, assim ‘implodindo’ o recorde da pista! O britânico da Mercedes-AMG conseguiu a terceira ‘pole’ consecutiva da temporada, em quatro corridas, a 91.ª da carreira e a 65.ª com a escuderia alemã – curiosamente, 65 é também o número total de primeiros lugares em qualificação somados por Ayrton Senna.

 

Em Silverstone, só Valtteri Bottas contestou a superioridade de Hamilton, impondo-se nas duas primeiras fases da qualificação. No entanto, na terceira, a decisiva, o finlandês não conseguiu derrotar o companheiro de equipa, ficando a 0,313 s de Lewis na volta mais rápida a Silverstone. Na terceira posição, a mais de 1 segundo do campeão do Mundo e comandante do Mundial de 2020 (1,022 s), classificou-se Max Verstappen, em Red Bull-Honda.

 

Para Hamilton, sétima ‘pole’ em Silverstone, melhorando o recorde que detinha desde 2018 e igualando o registo no Hungaroring – mais, apenas na Austrália, onde arrancou por oito vezes da primeira posição da grelha de partida. Lewis também é o piloto com mais vitórias no Grande Prémio da Grã-Bretanha: seis.

 

“Não foi fácil, nunca é, principalmente devido à competitividade do Valtteri. O circuito está vazio, sente-se a falta da energia do público nas bancadas, mas espero que os fãs estejam satisfeitos com este resultado e seguros nas suas casas», disse Hamilton após o final da qualificação. O britânico disse-se muito confiante para a corrida de amanhã. “Estamos num momento muito bom. O carro e a equipa são fantásticos, o que explica a vantagem para os nossos adversários», concluiu.

 

“Penso que fiz tudo bem, mas o Lewis foi fortíssimo na fase final da qualificação. O ano passado, na corrida, arranquei da ‘pole’ e ele venceu-me… Espero conseguir fazer-lhe o mesmo amanhã», disse Bottas. Max Verstappen também estava conformado. “Temos de aceitar a superioridade dos Mercedes! Vou lutar pelo melhor resultado possível na corrida, mas eles são favoritos», admitiu o holandês.

 

Amanhã, na 75.ª edição do Grande Prémio da Grã-Bretanha – a 71.ª pontuável para a Fórmula 1 em 71 temporadas do campeonato do Mundo criado em 1950, 52 voltas ao Circuito de Silverstone. A corrida realiza-se à porta fechada, sem público nas bancadas, devido à pandemia da COVID-19.

 

Resultados da qualificação (e grelha de partida provisória):

1.º Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, 1.24,303 m

2.º Valtteri Bottas, Mercedes-AMG, +0,313 s

3.º Max Verstappen, Red Bull-Honda, +1,022 s

4.º Charles Leclerc, Ferrari, +1,124 s

5.º Lando Norris, McLaren-Renault, +1,479 s

6.º Lance Stroll, Racing Point-Mercedes, +1,536 s

7.º Carlos Sainz Jr., McLaren-Renault, +1,662 s

8.º Daniel Ricciardo, Renault, +1,706 s

9.º Esteban Ocon, Renault, +1,906 s

10.º Sebastian Vettel, Ferrari, +2,036 s

11.º Pierre Gasly, AlphaTauri, +2,198 s

12.º Alexander Albon, Red Bull-Honda, +2,242 s

13.º Nico Hülkenberg, Racing Point-Mercedes, +2,263 s

14.º George Russell, Williams-Mercedes, +2,789 s

15.º Kevin Magnussen, Haas-Ferrari, +2,855 s

16.º Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo-Ferrari, +2,861 s

17.º Kimi Räikkönen, Alfa Romeo-Ferrari, +3,063 s

18.º Romain Grosjean, Haas-Ferrari, +3,340 s

19.º Daniil Kvyat, AlphaTauri-Honda, +2,441 s*

20.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +3,402 s

*Recua cinco lugares na grelha de partida, penalizado por substituição da caixa de velocidades

 

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (0)

Últimas Notícias