Rui Gomes da Silva critica reprimenda de Vieira

Benfica 08-06-2020 15:18
Por Redação

O candidato à presidência do Benfica Rui Gomes da Silva deixou duras críticas a Luís Filipe Vieira pela reprimenda dada ao plantel no Seixal após o empate a zero com oTondela, em especial pelo facto de tal discussão ter vindo para o público.

 

Eis o artigo no blog Geração Benfica:

 

1) ISTO NÃO É FUTEBOL, ISTO NÃO É O BENFICA

 

O que aconteceu na quinta feira, depois do jogo com o Tondela, não nos pode deixar indiferentes.

 

Porque não basta condenar para nos sentirmos de consciência tranquila! E dispenso solidariedade de quem o faz de forma hipócrita, sendo mandante de outras agressões noutras alturas.

 

Temos de nos empenhar na descoberta de quem fez este ataque!

 

Para que não restem dúvidas que, no Benfica (como acredito), não se pactua com quem age daquela forma!

 

Do que se percebe, os ataques terão sido alvo de uma preparação especial, de uma premeditação visando atingir vários alvos, de forma simultânea ou sequencial!

 

Se - como Clube - formos capazes de ajudar a descobrir os autores desses ataques que envergonham quem gosta de futebol (e, muito mais, quem gosta do Benfica), estaremos a contribuir de forma gigantesca, para acabar com esta ideia de permissividade, com esta imagem de conivência, com esta sensação de impunidade que paira sobre quem tem responsabilidades nessa matéria!

 

Como, de igual forma, temos de nos empenhar, ainda mais, no combate à instabilidade e à degradação institucional e desportiva que conduzem a tais atos!

 

E se o futebol não pode ser isto ... o Benfica - mesmo que por omissão - é que não pode ser isto mesmo!

 

2) A FRACA EXIBIÇÃO CONTRA O TONDELA

 

E se o que aconteceu na quinta feira, depois do jogo com o Tondela, na Luz, não nos pode deixar indiferentes, o mesmo se poderá dizer - noutro plano, agora como sócios - sobre o que aconteceu durante o jogo com o Tondela.

 

O que nos leva a questionar - porque não compreendemos - sobre como é que se chega a um jogo tão importante com as mesmas opções e soluções que nos fizeram perder o primeiro lugar, pouco antes da interrupção do campeonato. 

 

Depois da derrota do nosso concorrente direto, esperava outro resultado, outra atitude. Essencialmente de montagem e de construção de jogo.

 

Não foi isso que aconteceu. Mas ainda estamos muito a tempo de poder vir a acontecer.

 

Para sermos Campeões!

 

3) O FC PORTO NÃO MUDA

 

E acredito que podemos chegar ao 38.º campeonato porque somos melhores!

 

Mesmo jogando menos, como fizemos na quinta feira, somos incomparavelmente superiores a uma equipa falida, sem ideias, sem massa crítica, sem treinador e sem jogadores que possam fazer a diferença!

 

Perder um campeonato contra um F. C. Porto tão fraco como este seria uma enorme vergonha!

 

E dessa nossa superioridade se deram conta os próprios jogadores e demais elementos da (antes tão famosa) estrutura deles.

 

Que, depois dos falsos testes positivos de 6 jogadores do Famalicão, foram lá exibir uma inaceitável agressividade para com os adversários, mantendo a tradição de intimidação e das queixas da arbitragem que revelam que estão dispostos a tudo. 

 

O Benfica tem que estar atento!

 

Atento a este fraquíssimo Porto que só lá poderá chegar pela pressão!

 

4) UM LÍDER DÁ O CORPO ÀS BALAS

 

De facto, o Porto só lá poderá chegar pela pressão ou por erros nossos!

 

Como o erro da divulgação do relato da forma como o presidente do Benfica se terá dirigido aos jogadores no fim do jogo com o Tondela.

 

Apelidando-os de ingratos, por não terem correspondido ao seu esforço em ter pago os ordenados.

 

Não querendo saber - agora - se o Benfica estará tão bem de finanças como apregoa a “estrutura”, essa ingratidão de que Luís Filipe Vieira fala só pode ser o medo que ele está a demonstrar das próximas eleições.

 

Ele não sabe (mas deveria saber) que há uma ética do Benfica que nos fez grandes nas vitórias e nas derrotas!

 

Vieira nunca se preocupou com a perda de pontos, mesmo em momentos decisivos (e eu presenciei alguma dessa indiferença por resultados bem mais comprometedores que este), por isso a sua preocupação só pode estar relacionada com o acto eleitoral.

 

O problema é que uma atitude destas só resulta se for feita em privado - sem divulgação pública - e quando essa presença seja vista como uma situação de excepção.

 

Ora, o presidente do Benfica convive diariamente, com a equipa, veste como eles, anda por onde eles andam, pelo que uma ida ao balneário não é tomada pelos jogadores como uma situação com qualquer caráter de alerta.

 

Ainda por cima quando - sempre as eleições - passa para a comunicação social a reprimenda que passou aos jogadores, o que os levou a dizer, também, que não gostaram da forma como eles se lhes dirigiu.

 

Eu sei que ele aprendeu quase tudo com o seu mentor “lá de cima”, que, sempre que perdia, fazia saber que tinha ido ao balneário fazer o que ele fez saber que lá foi fazer, desta vez!

 

Só que isso não é o Benfica!

 

O presidente do Benfica optou por aparecer nas vitórias a recolher, para si, os louros (como o fez no fim do campeonato passado) e por arrasar com a moral do grupo, tentando “sacudir a água do capote”, como tenta fazer sempre que perde!

 

Como se não tivesse bastado ter dado uma entrevista sem qualquer objetivo que não fosse o de dizer “estou aqui” (até já no anúncio de negócios se percebe não falar verdade), sem qualquer conteúdo e sem qualquer eco relevante!

 

Como diria o meu amigo Mário Assis Ferreira ... “mais do mesmo é menos”!

 

O Benfica não é ... o Benfica não pode ser isto!

 

No Benfica, as vitórias são dos jogadores e as derrotas dos diretores!

Foi isso que nos fez grandes!

 

Vieira devia ter aparecido no final do jogo com o Tondela a defender o grupo, a entender a insatisfação com o resultado por parte dos sócios, e a dar uma palavra positiva para os jogos que faltam.

 

Vieira devia ter comparecido junto da imprensa após os ataques ao autocarro e pinturas nas casas dos jogadores, repudiando essas acções e prometendo toda a colaboração do Benfica. De viva voz. 

 

Qualquer palavra mais dura, reprimenda ou exigência tinha que ter ficado "fechada" no balneário, apenas para o grupo e entre o grupo.

 

Nunca mas nunca poderia ser capa de jornal!

 

Ser presidente, na minha visão, na esteira da tradição do Benfica, é aparecer nas alturas mais difíceis e deixar o protagonismo para outros nas vitórias.

 

Será isso que farei, como Presidente.

 

Em nome - única e exclusivamente - dos interesses do Benfica!

 

5) O BENFICA, O AVES E O JORNAL PÚBLICO 

 

Li e reli os artigos do Público!

 

Não sei se há outros clubes a fazer o mesmo ou parecido ... mas, sendo ilegal, só posso esperar por um desmentido completo e cabal de tudo o que foi publicado.

 

Tudo!

 

6) UNIÃO À VOLTA DA EQUIPA 

 

Como sempre tenho dito e escrito, mesmo depois do jogo com o Tondela e a 9 jornadas do fim, ainda estamos muito a tempo de podermos vir a ser Campeões! 

 

O futuro do Benfica tem de ser acautelado todos os dias e por isso não deixo passar nada que possa prejudicar esse futuro com que sonhamos. Estou atento a tudo o que o envolve o nosso Benfica!

 

Mas, por agora, ... temos que ganhar!

 

Para isso, e por isto, união em torno da equipa! Só assim podemos exigir os resultados em troca desse apoio.

 

Deixemos as críticas aos jogadores e ao treinador - quem as tiver - para o fim do campeonato.

 

Até lá, Guardiola ou Mourinho, ao pé de Bruno Lage, são treinadores de trazer por casa, e os nossos jogadores são os melhores do mundo!

 

Porque o nome do Benfica (atrás de quem tantos se escondem, é verdade), ainda me faz acreditar que é possível ganhar!

 

Rumo ao 38!

 

POR TI, BENFICA!

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (42)

Últimas Notícias

Mundos