Villas Boas, o ringue no Olival e «uma equipa cinco estrelas»

FC Porto 03-04-2020 22:12
Por António Casanova

André Villas Boas não esquece a conquista do título de campeão nacional pelo FC Porto, selado precisamente há nove anos no Estádio da Luz. Depois de ter recorrido às redes sociais para evocar essa proeza que jura ter proporcional «a maior alegria» da sua carreira, o agora técnico do Marselha participou no programa "FC Porto em casa», divulgado nas redes sociais do clube, que contou igualmente com outros dois convidados especiais: Fucile e Fernando, precisamente campeões nessa «inesquecível» campanha.

 

Sobre essa conquista, Villas Boas destacou o seguinte: «A equipa tinha mística e vontade de vencer. Tirando a pré-época, foi tudo muito mais fácil. O primeiro jogo, para Supertaça, transformou tudo e todos. Era o todo-poderoso Benfica, mas aquela exibição permitiu-nos muita coisa. A partir daí a crença foi absoluta. Os primeiros jogos [da Liga] ainda foram difíceis, o Fernando até marcou um golo ao Beira-Mar, mas depois lá engatámos. Foi o coletivo, o espírito e a qualidade deles que fizeram a diferença. Foi uma equipa cinco estrelas, com um ambiente excecional e muito unidos.»

 

Mas a propósito de 2010/2011 havia mais curiosidades para partilhar: «Às vezes [os jogadores] pegavam-se. Mandámos fazer um ringue, porque andavam sempre à batatada (risos). O Fernando assumiu logo a titularidade, mas o Fucile teve mais azar, porque o Sapunaru voltou bem e o Fucile chegou mais tarde do Mundial em que o Uruguai esteve muito bem. Houve uma altura que tivemos uma discussão muito forte no balneário que ficou bem resolvida, porque ele tem um espírito de lutador e nunca baixa os braços. O que nos uniu foi essa frontalidade. Dizer a verdade e as coisas que tinham sido ditas. Brinquei com as zangas entre eles, mas não havia hipocrisia ou jogo de bastidores. Quando alguém sentia raiva expressava-a e exprimia os problemas cara a cara.»

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (6)

Últimas Notícias