«Tiravam-me o sangue da perna para meter medicamentos»

Argentina 30-03-2020 08:55
Por Redação

Foi ao serviço do Real Madrid, entre 1994 e 2000, que Fernando Redondo se notabilizou como um dos médios-defensivos mais cotados do futebol europeu. De tal forma que a 1 de julho de 2000, mesmo com 31 anos, o Milan não hesitou em pagar aos blancos 17,5 milhões de euros pela sua contratação.

 

Contudo, a passagem do internacional argentino pelos rossoneri revelou-se um verdadeiro fracasso, em grande parte devido às lesões. Tempos agora recordados por Redondo, num relato impressionante.

 

«O Florentino Pérez tinha prometido, na campanha eleitoral, contratar o Figo. Custava muito dinheiro e o Milan ofereceu 18 milhões de euros por mim. Era muito dinheiro por um futebolista de 31 anos e disseram-me que o Real queria aceitar. Tinha amor próprio, mas, por outro lado, eram o Milan e o Berlusconi, que ‘por fora’ me convencia», contou Redondo à Marca. O pior veio depois.

 

«Fiz uma rotura dos ligamentos cruzados do joelho direito e não joguei um único jogo durante dois anos. Uma loucura. Deitavam-me na mesa de operações, metiam-me a perna para cima, tiravam todo o sangue com um torniquete cirúrgico e introduziam medicamentos. Era um risco, porque se isto fosse para o coração… Podia ter um problema. Também me levaram a Knokke, um cidade de verão no norte da Bélgica. Mas era inverno! Metiam-me no Mar do Norte a correr com água pela cintura», lembrou.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (0)

Últimas Notícias