SAD prometeu deixar sair Marega no final da época

FC Porto 26-03-2020 11:47
Por António Casanova

Com pouco mais de três meses para concluir o exercício financeiro relativo a esta temporada, a 30 de junho, ninguém estranha que a administração da SAD do FC Porto, liderada por Pinto da Costa, encare com preocupação maior o vertiginoso aproximar de um dia que pode condicionar de forma irremediável o futuro azul e branco, pois, até lá, terão de ser encaixados um mínimo de 100 milhões de euros em mais-valias com a venda de jogadores.

 

Marega é precisamente um dos jogadores que o FC Porto pretende vender, a fim de acelerar a obtenção do encaixe de 100 milhões de euros necessário para impedir rombo mais profundo, após um primeiro semestre desastroso (51,85 milhões de euros foram os prejuízos apresentados pela SAD).

 

No caso do maliano, a transferência ganha contornos praticamente inevitáveis - e não somente porque a SAD julga que o atacante é um dos elementos com maior cotação no mercado europeu e, por isso, um dos jogadores potencialmente mais rentáveis.

 

O facto de o contrato de Marega só ser válido por mais uma época - a cláusula de rescisão baixou dos 40 para os 30 milhões de euros -, bem como a promessa dada, há pouco mais de um ano, de que seria autorizada a saída neste verão, reforça a premência de um negócio e a ambição nunca escondida pelo próprio futebolista, a poucos dias de completar 29 anos (festeja o aniversário a 14 de abril), de saltar para uma liga de dimensão superior.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (56)

Últimas Notícias