BC Gaia travado em Espanha pela pandemia

Basquetebol 21-03-2020 12:43
Por Pedro Barros

Estava prestes a cumprir-se com êxito mais uma etapa de arrojado e pioneiro projeto desportivo quando a pandemia do coronavírus decretou a suspensão do campeonato. O BC Gaia tem uma equipa de basquetebol, de seniores masculinos, a jogar… em Espanha (!) e estava a discutir o acesso ao patamar superior. Sim, não é engano: um clube português alinha na 3.ª divisão da Federação Galega de Basquetebol (FGB).

 

Rui Dias é fundador e presidente do BC Gaia, emblema que, como o próprio nome indicia, tem as suas raízes em Gaia (núcleos em seis freguesias distintas e fora do centro do concelho). O dirigente tem como missão «divulgar a modalidade, num espaço geográfico que não tinha este tipo de oferta» e formula o desejo que «o basquetebol cresça em Portugal como no resto da Europa».

 

O líder dos gaienses foi praticante da modalidade dos 12 aos 35 anos (passou por Vilanovense, FC Gaia e Universidade de Aveiro) e é um apaixonado pelo basquetebol. Não propriamente pelo nível que se pratica no nosso país, mas pelo do país vizinho. «Espanha é a minha inspiração», assume o dirigente de 53 anos, que tem o seu filho de 15 anos a estudar e a jogar em Espanha «para lhe dar uma perspetiva de futuro na modalidade». «Vejo muita qualidade nos jovens que se apresentam nas Festas Juvenis de Albufeira, mas muitos acabam por desistir e o talento perde-se», sustentou.


E foi com o propósito de alimentar o sonho da juventude que Rui Dias avançou com a ideia de ter uma formação a jogar aqui ao lado, perante equipas e atletas da nação que é detentora do título mundial e n.º 2 do ranking mundial, logo a seguir aos Estados Unidos. «Não foi fácil passar a ideia em Portugal. Até encontrei alguns obstáculos. Tentarem demover-me de jogar lá fora. Felizmente fui muito bem acolhido pela Federação Galega e não só. Aliás, como tinha de me inscrever através de clube local, logo no primeiro contacto encontrei resposta positiva e com grande afetividade», recuperou sobre a atitude do outro lado da fronteira. O CB Redondela, de Pontevedra, foi o escolhido para servir de âncora neste processo.


O projeto dos seniores em Espanha deveria iniciar-se somente na temporada 2020/2021, como última etapa da formação basquetebolística iniciada em 2011, mas Rui Dias decidiu antecipar em dois anos. «Não pretendíamos que aqueles que mais vão beneficiar desta iniciativa vivessem os problemas de algo piloto», fundamentou. O balanço tem sido positivo, avaliando-se os resultados da seguinte forma: «Tem corrido muito bem. Estávamos a competir no play-off de subida quando o campeonato foi suspenso. Vamos ver o que se desenvolve daqui para a frente…» Assim, ficam também suspensas as viagens semanais de 300 quilómetros (ida e volta) à Galiza, para os jogos. Na condição de visitado ou visitante, é sempre no terreno do adversário que o BC Gaia joga.
 

Leia a reportagem completa na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (1)

Últimas Notícias