Incidente em unidade militar de Luanda devido a notícia falsa resultou em dois mortos

Angola 10-03-2020 13:40
Por Lusa

O Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (EMGFAA) informou que o jovem ferido hoje durante desacatos junto ao distrito de recrutamento e mobilização da Região Militar de Luanda morreu, elevando para dois as vítimas mortais no incidente.

 

Um comunicado do EMGFAA, a que agência Lusa teve acesso, refere que por volta das 7 horas locais (6 em Lisboa), cerca de 300 jovens dirigiram-se ao distrito de recrutamento e mobilização (DRM) da Região Militar de Luanda, em virtude de uma “falsa notícia posta a circular que seriam afixadas listas sobre o recrutamento de mancebos para as Forças Armadas”.

 

Segundo a nota, perante o desmentido daquela informação pelos responsáveis da unidade, o grupo de jovens tentou forçar a entrada nas instalações do DRM, “tendo inclusive atacado com objetos contundentes e apedrejado as forças da ordem, que foram chamadas ao local”.

 

As forças da ordem, na reação, “atingiram acidentalmente dois jovens, um dos quais pereceu no local e o outro que veio a falecer a caminho de uma unidade hospitalar”, acrescenta o comunicado.

 

“O EMGFAA lamenta o ocorrido, apresenta às famílias enlutadas as suas profundas condolências e comunica que foram dadas instruções para a abertura de um inquérito a fim de serem apuradas as reais causas e responsabilidades do incidente”, afirma-se na nota.

 

No documento, o EMGFAA apela aos jovens para que não se deixem enganar por falsas notícias, relembrando que o acesso às unidades militares está sujeito a um regime especial de segurança próprio.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Últimas Notícias