Final perdida em 2003 para FC Porto foi «traumatizante» para Larsson

Escócia 26-02-2020 12:35
Por Redação

Henrik Larsson marcou dois golos na final da Taça UEFA de 2002/03, mas o Celtic não venceu o troféu. Pela frente estava o FC Porto, comandado por José Mourinho, que viria a vencer por 3-2 no prolongamento nessa final jogada em Sevilha, a 21 de maio de 2003, conquistando assim o treinador português o primeiro grande troféu internacional.

 

O sueco era a grande estrela do Celtic na altura, numa equipa que até tinha poucos escoceses. Já retirado, aora com anos, confessou em entrevista à Sky Sports que essa foi a sua pior derrota de sempre. Recordando a marcha do marcador, Derlei marcou aos 45, Larsson empatou de imediato aos 47; Alenitchev recolocou os dragões em vantagem aos 54, o sueco voltou a responder 3 minutos depois. O minuto 115 seria de Derlei para dar a Taça UEFA ao FC Porto. 

 

«A final da Taça UEFA foi sem dúvida o jogo mais difícil. Durante muito tempo não consegui falar sobre esse jogo ou até vê-lo. Marquei dois grandes golos, consigo vê-lo agora, mas há dez anos não era algo que eu sequer visse. Gamnhar teria significado muito para o clube, para os adeptos e, claro, para os jogadores, porque todos diziam que a Liga escocesa era fraca, não se ganhava a ninguém de fora. Tínhamos uma grande equipa, chegámos a ter 14 internacionais, os melhores jogadores dos seus países. Se tivessemos jogado na Premier League até nos teríamos saído bem», revelou ao programa TransferTalk da Sky Sports.  

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (9)

Últimas Notícias