Perry brilha ante Neil (6-4) após show de Selby ante Williams (6-0) em Southport

Snooker 25-02-2020 22:46
Por António Barroso

O veterano inglês Joe Perry, de 45 anos, 16.º da hierarquia, protagonizou esta terça-feira a grande surpresa do segundo dos três dias de jogos dos oitavos de final do Players Championship, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour revervada ao top 16 do ranking a um ano, que se iniciou na segunda-feira, dia 24 do corrente mês, e irá terminar domingo, 1 de março, no Waterfront, em Suthport (Inglaterra) ao vencer o australiano Neil Robertson, de 38 anos, segundo da tabela (e campeão mundial em 2010), por 6-4.

 

O cavalheiro (The gentleman) Perry começou melhor (1-0), Neil ripostou com centenária para o 1-1 mas viu o inglês arrebatar quatro parciais de rajada até ficar a um da vitória, com 5-1. Altura para tudo virar do avesso, Robertson limpou três frames de seguida, encostou a 4-5 e falhou hipótese de forçar a negra (5-5). Falhou… e foi Perry a avançar para duelo nos quartos ante o chinês Yan Bingtao, de 20 anos, 19.º da tabela mundial, que já na sessão noturna desta terça-feira bateu o inglês Kyren Wilson, de 28 anos, oitavo da tabela, por 6-2.

 

Relativa surpresa ou não, a confirmar o menor momento do chinês após tremenda vitória no UK Championship, aconteceu logo a abrir esta segunda prova das Coral Series, com Ding Junhui, de 32 anos, 10.º da hierarquia, a cair às mãos de Stephen Maguire, de 38 anos, 15.º do ranking, que se desforrou do desaire ante o mesmo adversário precisamente na final do UK.

 

Agora, venceu o escocês, por 6-5, num jogo emotivo: Maguire chegou a 2-0, Ding virou para 4-2 a seu favor, Stephen arrebatou três parciais de rajada e ficou a um da meta (5-4), o asiático forçou a negra, mas no fim prevaleceu o europeu.

 

No caminho de Maguire nos quartos estará Mark Selby, inglês de 36 anos, quarto da hierarquia (e tricampeão mundial, em 2014, 2016 e 2017), que pulverizou verdadeiramente outro tricampeão mundial (2000, 2003 e 2018), o galês Mark Williams, de 44 anos, terceiro do ranking: 6-0, e com apenas uma centenária, mas uma exibição granítica.

 

Nos outros dois jogos disputados, vitória de John Higgins, de 44 anos, quinto da hierarquia (e tetracampeão mundial, em 1998, 2007, 2009 e 2011) no dérbi de escoceses campeões mundials , ante Graeme Dott, de 42 anos, 21.º da hierarquia (e campeão mundial em 2006), por expressivos 6-2... e uma e triunfo exibição seguros (6-3) do número um e campeão mundial (2019), o inglês Judd Trump, de 30 anos, ante o vencedor do Shoot Out, no último domingo, dia 23 do corrente mês, o seu compatriota Michael Holt, de 41 anos, 26.º da hierarquia. Resultado: Trump e Higgins, protagonistas da última final do Mundial (18-9), vão reeditar o duelo já nos quartos de final em Southport.

 

Os oitavos concluem-se na sessão da tarde de quarta-feira, com o inglês Shaun Murphy a medir forças com o compatriota David Gilbert e o tailandês Thepchaiya Un-Nooh frente ao norte-irlandês Mark Allen: os vencedores defrontam-se nos quartos.

 

O Players Championship distribui £385 mil (€459.237) em prémios, £125 mil (€149.103) ao campeão e joga-se à melhor de 11 frames até às meias, inclusive: vence o primeiro a ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final da prova, que é  transmitida para Portugal (EuroSport) será domingo, 1 de março, à melhor de 19: é campeão o primeiro a ganhar dez (10-0 a possíveis 10-9).

 

Ronnie O’Sullivan venceu o torneio, também transmitido para Portugal (EuroSport) em 2019 (10-4 a Neil Robertson na final), mas este ano não conseguiu estar no top 16 do ‘ranking’ a um ano e falhou a prova e falhará o Tour Championship – reservado ao top 8 da hierarquia a um ano, na qual é 18.º neste dia… e não jogará mais provas até lá – e, de 11 a 15 de março, o Open de Gibraltar: tem duas exibições já marcadas nesses dias.

 

Após o desaire no Shoot Out com Billy Joe Castle (0-1), sábado, dia 22 do corrente mês, O’Sullivan só voltará a competição na melhor das hipóteses a 18 de abril, no Mundial… e não é garantido. Dois meses de pausa, agora forçada, depois de mês e meio entre dezembro e fevereiro, então única e exclusivamente por pura opção pessoal sua. Agora, não é o caso.

 

Oitavos de final do Players Championship (apurados a negro):

Mark Selby-Mark Williams, 6-0

Ding Junhui-Stephen Maguire, 5-6

Neil Robertson-Joe Perry, 4-6

John Higgins-Graeme Dott, 6-2

Yan Bingtao-Kyren Wilson, 6-2

Judd Trump-Michael Holt, 6-3

Shaun Murphy-David Gilbert (4.ª feira, 13 horas)

Mark Allen-Thepchaiya Un-Nooh (4.ª feira, 13 horas)

 

Quartos de final (hora local e de Portugal continental):

Judd Trump-John Higgins (4.ª feira, 19 horas)

Stephen Maguire-Mark Selby (5.ª feira, 13 horas)

Joe Perry-Yan Bingtao (5.ª feira, 19 horas)

Mark Allen/Thepchaiya Un Nooh-Shaun  Murphy/David Gilbert (6.ª feira, 13 horas)

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias