Inácio arrasa futebol brasileiro: «Pistola com uma bala e uma roleta russa»

Brasil 22-02-2020 14:28
Por Redação

Despedido do Avaí ao cabo de sete jogos, Augusto Inácio é corrosivo na análise à realidade que encontrou no futebol brasileiro.

 

«O futebol brasileiro é uma pistola com uma bala lá dentro e uma roleta russa. Sabendo agora como aquilo é, é tudo como eu quero. No Brasil é mais para morrer do que para sobreviver. No início é tudo uma maravilha, dizem que estão connosco, mas é tudo tanga», disse o treinador de 65 anos, em exclusivo a A BOLA TV, no regresso a Portugal.

 

«O futebol brasileiro está de rastos a nível financeiro, têm de entrar investidores para elevar o nível. O Flamengo está num patamar diferente, o Jorge Jesus tem razão, mas os calendários são um assassinato aos jogadores e aos treinadores, pois são estes que vão pagar pela calendarização», realçou.

 

Nem tudo foi negativo, porém.

 

«O que trago de positivo? Perceber aquela mente, como querem trabalhar. É possível encontrar jogadores com muito boa qualidade nas diferentes séries e não se gastar muito», apontou, juntando: «Deixei marca de rigor e cultura de exigência, vamos ver o que vai acontecer no futuro.»

 

E falou Augusto Inácio com Jorge Jesus ou Jesualdo Ferreira sobre a saída precoce do Avaí?

 

«Não falámos, cada um tem a sua vida. O Flamengo está a ganhar, ganhar, ganhar, Jesus é um nome incontornável, está num momento muito bom, mas todos os outros treinadores, sejam portugueses ou não, não têm hipótese nenhuma porque são logo despedidos», frisou.

 

E o que se segue a nível profissional?

 

«Assim que rescindi o contrato um empresário propôs-me uma seleção africana, não sei como estão as coisas. Não sei se irá para a frente ou não. Vou levar comigo esta experiência no Brasil, a morrer terá de ser pela minha cabeça, não a morrer esfaqueado pelos outros», sublinhou.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (68)

Últimas Notícias