Federação pede castigo severo em solidariedade com Marega 

FPF 16-02-2020 21:04
Por Redação

Através de comunicado assinado pelo presidente Fernando Gomes, a Federação Portuguesa de Futebol saiu também em defesa de Moussa Marega, vincando que insultos racistas não podem deixar de ser severamente punidos.

Eis o comunicado:
 

«Os comportamentos racistas são intoleráveis numa sociedade aberta e evoluída.

Os autores de insultos racistas devem ser identificados e levados perante a justiça.

A Federação Portuguesa de Futebol repudia comportamentos racistas, venham de onde vierem e seja qual for o local em que se verifiquem.

Este domingo à noite, o jogador Moussa Marega foi alvo de insultos racistas que não podem deixar de ser severamente punidos, num episódio grave e condenável.

Nenhum cidadão pode rever-se e muito menos pactuar com atitudes racistas e xenófobas.

A Federação Portuguesa de Futebol manifesta a sua solidariedade com o atleta Moussa Marega. Enquanto presidente da FPF, asseguro que tudo continuarei a fazer para que os adeptos que não respeitam o futebol fiquem definitivamente à porta dos estádios. Este é um combate urgente de toda a sociedade.»

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (11)

Últimas Notícias