Governo de Maduro acusa TAP de transporte de explosivos

País 14-02-2020 10:32
Por Redação

O Governo venezuelano acusa a TAP de ter violado «padrões internacionais» de segurança ao ter autorizado o transporte de explosivos e por ter omitido a identidade do líder da oposição, Juan Guaidó, num voo para Caracas.

 

O embaixador de Portugal na Venezuela, Carlos Sousa Amaro, também é alvo de ataque, por maduro considerar que quis interferir nos assuntos internos do país, ao interceder pelo tio de Juan Guaidó, Juan Marquez, preso assim aterrou no mesmo voo da TAP.

 

Juan Marquez transportou «lanternas de bolso táticas» que escondiam »substâncias químicas explosivas no compartimento da bateria», segundo acusa o Governo venezuelano. 

Ler Mais

Últimas Notícias