Selby-Ronnie e Murphy-Trump: ‘quartos’ de sonho em Gales

Snooker 13-02-2020 23:11
Por António Barroso

Quartos de final de nível de dificuldade estupenda, com quatro ingleses que em conjunto somam dez títulos mundiais, concentram atenções em dois duelos de criar água na boca, Mark Selby-Ronnie O’Sullivan e Judd Trump-Shaun Murphy, ditou o desfecho dos encontros disputados na noite desta quinta-feira, relativos aos oitavos de final do Open de Gales, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour a decorrer em Cardiff até domingo, dia 16 do corrente mês.

 

O campeão mundial em título (2019) e número um, Judd Trump, de 30 anos, não encontrou grande oposição do escocês Stephen Maguire: 4-1, em jogo que abriu logo com uma centenária do inglês (101 pontos). Marcou encontro, sexta-feira (19 horas), com Shaun Murphy, 10.º da tabela, de 37 anos (campeão mundial em 2005), nos quartos. Shaun bateu outro inglês, Dominic Dale, por 4-1, com uma centenária (100 pontos certos) para passar para a frente a 2-1, e fechou com break de 60 pontos. No histórico de confrontos entre ambos, nos 32 duelos de ambos Judd venceu 22 e Shaun… dez.

 

Um tricampeão do mundo (2014, 2016 e 2017) e quarto da hierarquia, Mark Selby, de 36 anos, diante do quinto do ranking, Ronnie O’Sullivan, de 44 anos, pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) é também o resultado dos triunfos do primeiro sobre o chinês Zhao Xintong (4-3), mais sofrido, e do segundo, bem mais confortável e em velocidade de cruzeiro, diante do iraniano Soheil Vahedi (4-0).

 

A mostrar ter subido o nível, o Rocket venceu três parciais sendo mais forte nos momentos decisivos e assinou a 1042.ª centenária da carreira para o 3-0, com 131 pontos. Susto apanhou Selby, que, a vencer por 3-1 – entradas de 55, 66 e 83 pontos, respetivamente, para uma de 54 pontos do asiático – viu Zhao Xintong embalar, com breaks de 74 e 76 pontos, respetivamente, e forçar a negra (3-3), onde o inglês, mais experiente, se impôs.

 

No histórico de confrontos de Ronnie e Mark – sexta-feira, 12 horas locais o próximo - há 28 duelos: um empate (na Premier League), 17 vitórias de O’Sullivan e uma dezena de Selby… a última das quais no último (13 de dezembro de 2019), também nos quartos mas do Open da Escócia: Rocket fez três centenárias… mas Selby venceu por 5-4.

 

A prometer muito ainda, nuns quartos com a fasquia de dificuldade bem alta, o desafio que será o inglês Kyren Wilson, de 28 anos, oitavo da tabela, para o homem do momento, o australiano Neil Robertson, de 38 anos, segundo do ranking (e campeão mundial em 2010), e que continua em forma: bateu Gerard Greene por 4-0, com duas centenárias mais logo a abrir (116 e 121 pontos, respetivamente) e ‘break’ de 85 pontos a fechar.

 

Esta quinta-feira, no jogo mais aguardado dos oitavos de final, Wilson superou o chinês Ding Junhui por 4-2 e mostrou argumentos: breaks de 75, 100 (centenária) e 57 pontos, respetivamente, enquanto o campeão do UK Championship e único asiático a chegar à final de um Mundial (em 2016) anotou entradas de 86 e 66 pontos, para liderar por 2-1, antes de Wilson embalar para a vitória e ir defrontar Robertson, a quem, em quatro jogos anteriores venceu uma vez… e o australiano três.

 

Por aflições passou John Higgins, de 44 anos, sexto da hierarquia e tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011), para superar na negra (4-3) Luca Brecel. Entrada de 82 pontos, no 2.º parcial, e centenária a fechar (105) foram o melhor do escocês, que viu o belga recuperar de 0-2 e 1-3 (breaks de 64 e 67 pontos)… mas venceu. Defrontará o chinês Yan Bingtao, que, no último jogo a concluir-se na sessão noturna, bateu o seu compatriota escocês Anthony McGill por 4-3.

 

Em jogo no Welsh Open, torneio pontuável para o ranking e da época 2019/2020 do World Snooker Tour transmitido para Portugal (EuroSport) estão £70 mil (€83.254) para o campeão e total de £405 mil (€481.681) de prémios. Os quartos de final, sexta-feira, já serão jogados à melhor de nove: vence o primeiro a conquistar cinco frames (de 5-0 a possíveis 5-4).

 

Oitavos de final, esta 5.ª feira (apurados a negro):

Ding Junhui-Kyren Wilson, 2-4

Mark Selby-Zhao Xintong, 4-3

Soheil Vahedi-Ronnie O'Sullivan, 0-4

Luca Brecel-John Higgins, 3-4

Dominic Dale-Shaun Murphy, 1-4

Neil Robertson-Gerard Greene, 4-0

Anthony McGill-Yan Bingtao, 3-4

Stephen Maguire-Judd Trump, 1-4

 

Quartos de final, 6.ª feira (hora local e de Portugal continental):

Mark Selby-Ronnie O’Sullivan (12 horas)

Neil Robertson-Kyren Wilson (14 horas)

Yan Bingtao-John Higgins (19 horas)

Shaun Murphy-Judd Trump (19 horas)

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias