Figueiredo ainda assustou Trump e caiu de pé (1-4) no Welsh Open

Snooker 13-02-2020 18:29
Por António Barroso

As eliminações do galês Mark Williams, do norte-irlandês Mark Allen e do brasileiro Igor Figueiredo foram o destaque dos jogos dos 16avos de final do Open de Gales, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour a decorrer até domingo, dia 16 do corrente mês, na Motorpoint Arena, em Cardiff, cujos encontros decorreram durante a manhã e tarde desta quinta-feira.

 

Atenções especiais no mundo lusófono e brilho particular neste dia para Igor Figueiredo, de 42 anos, 109.º da tabela. O 14 vezes (e atual) campeão brasileiro não resistiu ao número um e campeão mundial, o inglês Judd Trump, de 30 anos, mas assustou e mostrou porque chegou longe na prova, com uma entrada centenária a limpar a mesa logo a abrir o jogo, para o 1-0: 140 pontos.

 

Depois, o Ace in the Pack reagiu à campeão intratável: breaks de 50 pontos (para o 1-1) e duas centenárias para acelerar até 3-1 (100 pontos e 121 pontos, respetivamente) para fechar o jogo na quinta partida. Judd terá pela frente na próxima ronda o escocês Stephen Maguire.

 

Já o norte-irlandês Mark Allen continua a dececionar esta época, batido por Dominic Dale 2-4, tal como o galês Mark Williams: de pouco valeu o fator casa para evitar desaire inapelável ante o escocês Anthony McGill (1-4).

 

Ronnie O’Sullivan também ainda tremeu, tal como na véspera, ante Stuart Carrington após ver o seu rival, Anthony Hamilton fazer 0-1. Com entrada de 63 pontos, o Rocket selou o empate (1-1), mas viu o Xerife de Pottingham (Hamilton é de Nottingham) limpar a mesa, com entrada de 66 pontos, para lhe roubar o terceiro parcial e ficar na frente 2-1.

 

Reação de Ronnie para o 2-2, com a 1041.ª centenária da carreira do Rocket, 118 pontos, e novo break de 81 pontos logo após, para o 3-2. Na sexta partida, com pontos na mesa para forçar a negra após embolsar a última vermelha, uma rosa falhada por Hamilton para o meio deu-lhe o 4-2. Vai defrontar o iraniano Soheil Vahedi, de 30 anos, 108.º do ranking, e surpreendente carrasco implacável (4-0) do cotado inglês Jack Lisowski.

 

Quem não tremeu foram Shaun Murphy (defrontará Dominic Dale na próxima ronda), Kyren Wilson e Ding Junhui, seguros a avançarem para os oitavos… onde estes dois últimos estarão, neste dia, ainda, frente a frente à mesa. Já Mark Selby impôs-se a Andy Lee, 4-2: duas centenárias (117 e 138 pontos, respetivamente) e outros dois breaks volumosos (de 85 e 83 pontos, respetivamente) provam o poder de fogo do Jester from Leicester, que defrontará agora Zhao Xintong na próxima ronda, ainda esta quinta-feira.

 

Dos principais favoritos, o número dois da hierarquia (e campeão mundial em 2010), o australiano Neil Robertson, de 38 anos, que defende o título conquistado em Gales em 2019, muito sofreu (4-3) ante Noppon Saengkham, num dos dois últimos duelos destes 16avos. O tailandês, de 27 anos, 40.º do ranking, chegou a 2-0 (breaks de 63 e 67 pontos), e depois a 3-1, ficando à beira da proeza de arredar o loiro do hemisfério sul, que, com Judd Trump, tem dado show na corrente época: uma entrada de 50 pontos foi o melhor de Neil, no terceiro parcial, para encostar 1-2, até aí.  

 

Robertson acordou a tempo: categórica centenária para o 2-3, de 133 pontos - a 701.ª da carreira, é um dos únicos quatro a ultrapassar as sete centenas, a par de Ronnie, Higgins… e Stephen Hendry -, resgatou a negra (3-3) com segurança no jogo defensivo da sexta partida e impôs-se no sétimo parcial com entrada de 86 pontos: segue-se Gerard Greene. No último jogo dos 16avos a concluir-se, Stuart Bingham caiu (3-4) às mãos do chinês Yan Bingtao.

 

Em jogo no Welsh Open, torneio pontuável para o ranking e da época 2019/2020 do World Snooker Tour, está um prémio de £70 mil (€83.254) para o campeão e total de £405 mil (€481.681) de verbas a distribuir. Os oitavos, na noite desta quinta-feira, ainda se jogam à melhor de sete frames: vence quem chega a quatro (de 4-0 a possíveis 4-3).

 

Principais jogos dos ‘16avos’, esta 5.ª feira (apurados a negro):

Jimmy Robertson-Ding Junhui, 1-4

Mark Allen-Dominic Dale, 2-4

Shaun Murphy-Ben Woollaston, 4-1

Mark Selby-Andy Lee, 4-2

Anthony Hamilton-Ronnie O’Sullivan, 2-4

Mark Williams-Anthony McGill, 1-4

Xiao Guodong-John Higgins, 2-4

Neil Robertson-Noppon Saengkham, 4-3

Igor Figueiredo-Judd Trump, 1-4

 

Oitavos de final, sessão noturna desta 5.ª feira:

Ding Junhui-Kyren Wilson (19 horas) 

Mark Selby-Zhao Xintong (19 horas)

Soheil Vahedi-Ronnie O'Sullivan (19 horas)

Luca Brecel-John Higgins (19 horas)

Dominic Dale-Shaun Murphy (19 horas)

Neil Robertson-Gerard Greene (20 horas)

Anthony McGill-Yan Bingtao (20 horas)

Stephen Maguire-Judd Trump (20 horas)

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias