Neil e Ronnie vencem na estreia no Welsh Open

Snooker 11-02-2020 21:30
Por António Barroso

O australiano Neil Robertson e os ingleses Ronnie O’Sullivan, Shaun Murphy e Kyren Wilson garantiram esta terça-feira o apuramento para a 2.ª ronda do Welsh Open, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour pontuável para o ranking e a decorrer até domingo, dia 16 do corrente mês, em Cardiff, ao vencerem os seus jogos dos 64avos da competição.

 

Destaque para Kyren Wilson, que no frame inaugural ante o jogador da casa Jackson Page anotou a tacada perfeita: 147 pontos, 36 bolas de rajada nos buracos sem falhar uma… e com 15 bolas pretas após outras tantas vermelhas antes da sequência final de seis bolas. Mas o atleta da casa vendeu cara a derrota ao inglês (3-4).

 

Pressionado pela necessidade de chegar pelo menos às meias-finais na Motorpoint Arena para conseguir trepar até ao top 16 do ranking a um ano – é agora… 20.º - e assim defender o título conquistado em 2019 na segunda prova das Coral Series depois do World Grand Prix, o Players Championship, de 24 do corrente mês a 1 de março em Southport (Inglaterra) – Ronnie O’Sullivan, de 44 anos, quinto da hierarquia e pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) venceu sem dificuldades o chinês Zhang Jiankang, de 21 anos, 91.º do ranking, por 4-1.

 

A jogar o quanto baste, o Rocket anotou quatro entradas de 50 ou mais pontos – 51, 53, 69 e 81 pontos, nos primeiro, segundo, quarto e quinto parciais - para vencer, e controlou sempre (chegou a 2-0), com o asiático a acusar a pressão. Segue-se na 2.ª ronda o compatriota Stuart Carrington, de 29 anos, 46.º da tabela mundial.

 

Com três finais e dois títulos conquistados (European Masters e World Grand Prix) nas pretéritas três semanas e torneios que antecederam o Welsh Open, o australiano Neil Robertson, segundo da hierarquia (e campeão mundial em 2010), celebrou esta terça-feira o 38.º aniversário com um triunfo mais suado do que porventura esperaria, por 4-2, (esteve a perder 0-1 e 1-2) sobre o galês Jamie Clarke, de 25 anos, 94.º do ranking. Irá defrontar na 2.ª ronda o inglês Mark Joyce, de 36 anos, 69.º da hierarquia, que bateu o irlandês Fergal O’Brien neste dia (4-3). Viu-se alguma fadiga no australiano, natural após o ritmo competitivo alucinante no corrente ano...

 

Já Shaun Murphy, de 37 anos, 10.º da tabela (e campeão mundial em 2005), bateu o veterano (53 anos) galês Darren Morgan por 4-0 e irá defrontar na 2.ª ronda o compatriota inglês Alfie Burden, de 43 anos, 76.º da hierarquia. Surpresa por o finalista vencido de domingo no World Grand Prix, Graeme Dott, de 42 anos, 19.º da hierarquia (e campeão mundial em 2006) ter caído com estrondo (0-4) às mãos do chinês Zhao Xintong.  Soberba a vitória, por 4-1,  do brasileiro Igor Figueiredo, de 42 anos, 111.º do ranking, sobre o iraniano Hossein Vafaei, de 25 anos, 38.º da hierarquia: segue-se Mark Davis na 2.ª ronda.

 

Em jogo nesta quarta e última prova das Home Nations Series, pontuável para o ranking e da época 2019/2020 do World Snooker Tour está um cheque de £70 mil (€82.625) para o campeão, de um total de £405 mil (€478.046) em prémios. Os jogos do Welsh Open, onde cada centenária feita pelos jogadores vale donativo de 1000 libras (€1180) da WST para o combate ao coronavírus na China - o que Ding Junhui já agradeceu e, a título privado, acrescentou doação pessoal própria – são à melhor de sete parciais até aos oitavos: vence o primeiro a chegar a quatro (4-0 a possíveis 4-3).

 

1.ª ronda, principais jogos desta 3.ª feira (apurados a negro):

Mark Allen-Andrew Higginson, 4-1

Ronnie O’Sullivan-Zhang Jiankang, 4-1

Graeme Dott-Zhao Xintong, 0-4

Kyren Wilson-Jackson Page, 4-3

Neil Robertson-Jamie Clarke, 4-2

Shaun Murphy-Darren Morgan, 4-0

Hossein Vafaei-Igor Figueiredo, 1-4

John Higgins-Joe O’Connor, 4-1

 

Principais jogos da 2.ª ronda, 4.ª feira:

Mark Selby-Chen Zifan (10 horas)

Ricky Walden-Ding Junhui (10 horas)

Noppon Saengkham-Alexander Ursenbacher (11.30 horas)

Billy Joe Castle-Judd Trump (13 horas)

Shaun Murphy-Alfie Burden (14 horas)

Stuart Carrington-Ronnie O’Sullivan (19 horas)

Igor Figueiredo-Mark Davis (19 horas)

Liam Highfield-Kyren Wilson (19 horas)

John Higgins-Ken Doherty (19 horas)

Neil Robertson-Mark Joyce (20 horas)

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias