Relatório do árbitro ignora condições atmosféricas adversas

Liga 05-02-2020 16:07
Por Nuno Vieira

O Paços de Ferreira vai formalizar o protesto do jogo frente ao Santa Clara e tem mais um dado relevante para a sua argumentação. O relatório do árbitro João Bento não menciona, em momento algum, a existência de condições atmosféricas adversas, justificação avançada pelos açorianos para a não realização do desafio no horário e data inicialmente prevista.

 

Segundo o juiz, o que motivou o adiamento foi o facto de as marcações estarem pouco visíveis, algo que o Santa Clara procurou corrigir através da utilização de cal viva, substância proibida para o efeito.

 

Eis o relatório de João Bento:

 

«No dia 1/02/2020 aquando da chegada da equipa de arbitragem às instalações do clube e após a verificação das condições do terreno de jogo foi detectado que o mesmo se encontrava com marcações pouco visíveis para a normal realização de um jogo de futebol. Foi comunicado aos delegados da liga e respectivas equipas que as linhas do terreno de jogo teriam de ser remarcadas, remarcação essa que não foi eficaz. Ficou definido na reunião preparatória do jogo pelos clubes que só iniciavam o aquecimento depois de as marcações estarem devidamente marcadas. Após nova marcação e ainda dentro do tempo para a realização do jogo mas com a necessidade das equipas aquecerem alterou-se o jogo para as 20h. Contudo as marcações das linhas continuaram a não ter as condições mínimas para a realização do jogo. Foi efectuada uma nova reunião com todos os elementos responsáveis à realização do encontro onde ficou acordado tentar marcar novamente o terreno de jogo com um novo produto sendo que a intenção de todos seria a realização do jogo, o qual ficou remarcado para as 21:30h, hora local. Já com o novo produto a ser marcado de forma manual fomos alertados pelos delegados da liga que o produto que estava a ser colocado estava dentro de uma embalagem plástica contendo a seguinte informação  ‘Cal viva em pó?’, substância essa proibida para marcação do terreno de jogo. De referir ainda que maior parte das linhas estavam irregulares visto que as suas dimensões não tinham as medidas exigidas pelas leis. Perante estes novos factos, houve de imediato nova reunião com os delegados dos clubes, delegados da liga e árbitros, onde ficou decidido que não haveria jogo à hora reagendada e que o jogo se iria realizar no dia seguinte às 16:30h hora local, com uma primeira vistoria ao terreno de jogo às 10:30h para se verificar as condições do mesmo.»

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias