Vitória (6-4) ante Dott: 2.ª final para Trump em Berlim

Snooker 01-02-2020 16:45
Por António Barroso

O inglês Judd Trump, de 30 anos, número um e campeão mundial em título (2019) qualificou-se na tarde deste sábado para a final do Masters da Alemanha, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour e European Series, a decorrer até domingo, dia 2 do corrente mês, em Berlim, ao vencer, na primeira meia-final da prova o escocês Graeme Dott, de 42 anos, 21.º do ranking (e campeão mundial em 2006), por 6-4, no Tempodrom.

 

O Ace in the Pack está a um curto passo de 15.º título em provas de ranking na sua carreira (tem 14), e esfumou-se o sonho de Graeme Dott, com duas provas de ranking conquistadas, em chegar à terceira no magnífico Tempodrom da cidade alemã.

 

Na final, domingo, Judd – que tenta triunfo em estreia no torneio, com o Tempodrom a ir ter um campeão inédito na prova, pois dos candidatos nesta edição ainda em prova só Trump, em 2014 (5-9 ante Ding Junhui) e o compatriota inglês Shaun Murphy, em 2015 (7-9 ante Mark Selby) chegaram ao duelo decisivo, mas nenhum deles ainda levantou o troféu nas 14 edições anteriores - defrontará o vencedor da segunda meia-final, que opõe, a partir das 20 horas locais (menos uma em Portugal continental) precisamente Shaun Murphy, de 37 anos, 10.º da tabela (e campeão mundial em 2005) ao australiano Neil Robertson, de 37 anos, terceiro da hierarquia (campeão mundial em 2010).

 

Um jogo que não foi um passeio no parque para o número um mundial, (bem) longe disso, com Judd a falhar inesperadamente no ataque, e a emoção a pairar quase até final, para gáudio dos 2500 espectadores no grandioso recinto. Trump fez 1-0, Graeme igualou (entrada de 74 pontos) a 1-1, depois de já precisar de uma falta do inglês, na terceira partida o escocês surpreendeu pela categoria e garra… e arrebatou mesmo a terceira partida, passando para a frente a 2-1: foi a única vez que liderou o marcador. Antes do intervalo, Graeme Dott teve a chance do 3-1 mas falhou vermelha fácil e Judd selou o 2-2, com um break de 50 pontos.

 

A parada e resposta, sem Judd conseguir fugir ao tenaz e brioso escocês, continuou no reatamento até ao parcial final: 3-2, Dott a igualar a 3-3, Trump com entrada de 70 pontos para o 4-3, Dott a ir resgatar com categoria nas bolas de cor a oitava partida para o 4-4… até Judd acertar o passo e, com a primeira centenária (110 pontos) de jogo de muitos nervos, fazer o 5-4. Faltava só um. Os nervos traíram Dott na 10.ª partida: três chances desperdiçou... e o mais forte seguiu para a final.

 

Recorde-se que Neil Robertson, campeão do European Masters, na Áustria, no domingo, 26 de janeiro (9-0 a Zhou Yuelong na final) tenta segunda final de seguida em provas do WST, e o seu 18.º título em provas de ranking (tem 17) no Tempodrom, onde nunca chegou à final, enquanto Murphy procura em Berlim nono título de ranking (tem oito).

 

A meia-final de Robertson e Murphy, na sessão noturna, ainda será jogada à melhor de 11 frames, até um vencer seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final, domingo, é à melhor de 17 parciais: é campeão do torneio o primeiro a chegar a nove (9-0 a possíveis 9-8).

 

O Masters da Alemanha é a segunda prova das European Series, depois do European Masters. Atribui £400 mil (€475.638) de prémios, das quais £80 mil (€95.128) ao campeão e £35 mil (€41.618) ao vice-campeão – verba mínima que Judd Trump já garantiu, pelo menos -, e chegar à meias-finais assegurou já a Graeme Dott, Neil Robertson e Shaun Murphy mínimo de £20 mil (€23.782). A prova, que termina domingo, dia 2 do corrente mês, no Tempodrom, em Berlim, pontua para o ranking e é transmitida para Portugal (EuroSport).

 

O jogador que amealhar mais dinheiro na soma dos quatro European Series (ficarão a faltar o Shoot Out e o Open de Gibraltar) terá bónus de £150 (€178.364) da World Snooker. Vencedor do European Masters e nas meias em Berlim, Neil Robertson está na frente na corrida a este bónus suplementar. Se o australiano vencer os quatro torneios, aos £260 mil (€309.165) do prémio máximo nas provas junta o bónus: pode chegar a £410 mil (€487.529).

 

Meias-finais, este sábado (apurado a negro, hora de Portugal continental):

Graeme Dott-Judd Trump, 4-6

Shaun Murphy-Neil Robertson (19 horas)

 

Final do German Masters, domingo (hora de Portugal continental):

Shaun Murphy/Neil Robertson-Judd Trump (13 e 19 horas)

 

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias