Revelada lista de desejos de Amy Winehouse

Música 29-01-2020 18:14
Por Redação

O Museu dos Grammys, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos, inaugurou, esta semana, uma exposição sobre Amy Winehouse, cantora, compositora e multi-instrumentista britânica, que morreu, aos 27 anos, a 23 de julho de 2011, em Londres,  vítima de uma overdose de álcool.

 

Intitulada ‘Beyond Black: The Style of Amy Winehouse’, a mostra inclui objetos pessoais da cantora, reunidos pela amiga Catriona Gourlay e a curadora da exposição, Naomi Parry.

 

Também o pai de Amy, Mitch Winehouse, cedeu à exposição letras inéditas e passagens dos diários da filha.

 

Segundo a revista Billboard, «a exposição é simultaneamente extensa e intimista, contemplando objetos como o vestido preto que

Amy Winehouse usou em 2008, quando recebeu cinco Grammys à distância, pois não conseguira visto para entrar nos Estados Unidos, não esquecendo o vestido de alças que usou no seu último concerto, em Belgrado (Sérvia), o vestido amarelo e a mala em forma de coração que levou aos ‘Brit Awards’, em 2007.

 

Ainda assim, um dos principais destaques da exposição é uma lista escrita à mão por Amy Winehouse, com os seus desejos.

 

Entre os seus '14 sonhos', constavam uma colaboração com Missy Elliott e Timbaland, comprar uma casa em South Beach, no estado da Florida (EUA) ou que as pessoas a admirassem.

 

Surpreendente foi a revelação feita na exposição que muitos dos acessórios e produtos de beleza que Winehouse popularizou serem «particularmente baratos».

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais

Últimas Notícias