Carter vence Higgins (6-3): a um passo de 1.ª final do Masters

Snooker 16-01-2020 23:37
Por António Barroso

O inglês Ali Carter, de 40 anos, 17.º da hierarquia, qualificou-se na noite desta quinta-feira para as meias-finais do Masters, prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour a decorrer até domingo, dia 19 do corrente mês, ao vencer o escocês John Higgins, de 44 anos, sexto do ranking e tetracampeão mundial (1999, 2007, 2009 e 2011), por 6-3, no segundo jogo dos quartos de final, uma batalha que demorou quase quatro horas, no Alexandra Palace, em Londres.

 

Vencedor do Masters em 1999 e 2006, o escocês, vice-campeão mundial em 2017, 2018 e 2019, procurava quinta final e um terceiro título no Masters, mas ficou pelo caminho, com Carter a um passo da sua primeira final no torneio: é vencer o compatriota Shaun Murphy (bateu Joe Perry por 6-3, durante a tarde) na primeira meia-final, sábado à tarde (13 horas).

 

Até agora, em 32 duelos entre ambos, Carter venceu ganhou 18 e Murphy 12 (mais dois empates, na Premier League), mas o ‘mágico’ já ganhou o  Masters em 2015 (10-2 a Neil Roberson) e procura segunda conquista no Ally Pally.

 

Um encontro com falhanços displicentes e inesperados de parte a parte, mas sempre mais inesperados de Higgins, que antes de conseguir a única entrada de 50 ou mais pontos até ao intervalo (54 pontos, no terceiro parcial) e ganhar uma partida… já perdia por 0-2. Deixar a castanha para Carter valeu-lhe a derrota em novo ‘frame’ equilibrado… e 1-3 para o inglês ao intervalo, ao invés de mais esperançoso 2-2, que teve na mão…

 

No recomeço, a mesma toada e inclinação, com o ‘captain’ Carter –piloto de aviões, além de padecer da doença de Crohn e ter debelado dois cancros – a fazer valer a sua tenacidade e ampliar para 1-4. Quem pensasse que o jogo estava decidido, é puxar o filme atrás, até 1992, e ver como Higgins é mestre em recuperações. Por isso tem 30 títulos de ranking e é um dos maiores de sempre. Hora de reagir com o momento de classe ímpar do duelo, na sexta partida: melhor break do Masters 140 pontos… e 2-4. Entrada de 73 pontos logo após, no sétimo parcial a encostar a 3-4, emoção relançada.

 

Tenso, intenso e longo, com drama e surpresas à mistura o oitavo parcial, com Higgins a falhar a bola verde na sequência final de cores que lhe daria o 4-4 e Carter a ficar a um da meta, conseguindo estancar a hemorragia: 5-3 para si. Uma rosa falhada por Higgins para o meio, com vermelhas espalhadas e mesa aberta, deu a Ali, duas vezes vice-campeão mundial (2008 e 2012), a chance para entrada ganhadora (72 pontos): 6-3, e é bater Shaun Murphy para marcar presença, em estreia, numa final do Masters..E que prova tem realizado: primeiro, Mark Selby, tricampeão mundial, agora John Higgins, tetracampeão mundial. Segue-se outro já triunfador em Sheffield (2005), Shaun Murphy. Percurso mais duro não poderia pedir, mas tem-se saído a contento e é já uma das surpresas positivas do torneio.

 

Os outros dois duelos dos quartos têm lugar sexta-feira: o escocês Stephen Maguire, de 38 anos, 15.º da tabela mundial, enfrenta o inglês David Gilbert, de 38 anos 11.º da hierarquia (13 horas). Até agora, em seis duelos entre ambos, Maguire venceu… cinco, Gilbert apenas um.

 

À noite (19 horas), embate 100 por cento inglês, com Kyren Wilson, de 28 anos, oitavo do ranking, frente a Stuart Bingham, de 43 anos, 14.º da hierarquia (e campeão mundial em 2015). No histórico de confrontos, vantagem de Wilson, com oito triunfos em 11 duelos com Stuart (três vitórias). Vencedores de sexta-feira defrontam-se na segunda meia, na noite de sábado (19 horas).

 

Todos os jogos são à melhor de 11 frames até às meias-finais (inclusive): até um vencer seis parciais (de 6-0 a possíveis 6-5). A final será à melhor de 19: é campeão o primeiro a vencer dez (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

O Masters, prova do World Snooker Tour 2019/2020, é reservado aos 16 melhores da hierarquia e não pontua para o ranking. Distribui £725 mil de prémios (€847.342), das quais £250 mil (€292.180) ao campeão. A prova é transmitida para Portugal (EuroSport).

 

Quartos de final (hora local e portuguesa, apurados a negro):

Shaun Murphy-Joe Perry, 6-3

Ali Carter-John Higgins, 6-3

Stephen Maguire-David Gilbert (6.ª feira, 13 horas)

Kyren Wilson-Stuart Bingham (6.ª feira, 19 horas)

 

Meias-finais:

Shaun Murphy-Ali Carter (sábado, 13 horas)

Stephen Maguire/David Gilbert-Kyren Wilson/Stuart Bingham (sábado, 19 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos