O plano falhado de Mourinho

Tottenham 14-01-2020 09:17
Por Redação

José Mourinho tinha um plano para o Tottenham. Olhou para os jogadores do plantel, muitos deles que já tentara contratar no passado, e idealizou uma forma de jogar que achou que melhor se adequava às suas características. Pô-la em prática no primeiro jogo.

 

E bastou uma lesão para tudo sair furado, andando desde aí a procurar as melhores combinações, levando-o até a atuar, nalgumas partidas, com três centrais, o que raramente fez na carreira.

 

«Se quiserem saber o que eu queria fazer aqui, olhem para o meu primeiro jogo, contra o West Ham. Era dessa forma que eu pensava que ia desenvolver a equipa: defesa a quatro e quando passássemos para organização ofensiva defesa a três. Isso significa que o meu lateral-esquerdo defende como lateral mas quando atacamos torna-se um dos três atrás, projetando o lateral-direito do outro lado. Esse foi o primeiro dia de azar, adeus Ben Davies. Quando o perdi ainda tentámos mas com jogadores diferentes. Depois perdes mais um, outro, depois perdes o Kane e não tens ponta de lança. Depois vais a Middlesbrough e jogas com Lucas e Son à frente mas percebes que a equipa está mais confortável jogando de forma larga, depois tens de puxar um para a ala, depois não tens... Em vez de construir alguma coisa que se veja, estamos numa situação em que tentamos criar uma equipa que possa jogar amanhã [hoje] e dar algumas garantias de sucesso. E depois de amanhã logo vemos o que temos para sábado. É uma situação difícil, mas que me ajuda a perceber cada vez melhor os jogadores, as opções, o que têm para dar ou não», explicou, na conferência de imprensa de lançamento do jogo desta noite com o Middlesbrough - desempate da terceira eliminatória da Taça de Inglaterra.

Ler Mais
Comentários (36)

Últimas Notícias

Mundos