Higgins sólido e Murphy afasta Trump no Masters (6-3)

Snooker 14-01-2020 22:36
Por António Barroso

O escocês John Higgins, de 44 anos, sexto da hierarquia e tetracampeão mundial (1998, 2007, 2009 e 2011), tornou-se na noite desta terça-feira o primeiro dos cabeças-de-série mais cotados a conseguir o apuramento para os quartos de final do Masters da World Snooker, a decorrer até dia 19 do corrente mês em Londres, ao vencer, no segundo jogo do dia dos oitavos de final, o inglês Barry Hawkins, de 40 anos, 12.º da tabela, por 6-1.

 

O ‘feiticeiro de Wishaw’, vice-campeão mundial nas últimas três edições da prova maior, no Crucible (2017, 2018 e 2019) foi o primeiro dos favoritos à escapar à rebelião dos que fecham o ‘top 17’, com os menos cotados na hierarquia da prova, reservada aos 17 melhores do planeta (Ronnie não quis jogar, Ali Carter ficou a a sua vaga) a terem vencido os cinco encontros inaugurais e a fazerem da lógica uma batata, a comprovar que o nível dos que vem atrás subiu muitíssimo.

 

Higgins, vencedor do Masters em 1999 e 2006, irá defrontar precisamente Ali Carter nos quartos de final, na quinta-feira, enquanto outra surpresa gigante (ou não) sucedeu durante a tarde, com Shaun Murphy, de 37 anos, campeão mundial em 2005 e 10.º da hierarquia, a mandar borda fora do ‘Ally Pally’ o número um e campeão mundial em título – além de defendor do título no Masters -, o seu compatriota inglês Judd Trump, de 39 anos, por inequívoco 6-3… apesar do ‘Ace in the Pack’ ter assinado três centenárias.

 

Na segunda-feira, dia 13, mais duas surpresas (ou não) se tinham sucedido, com o escocês Stephen Maguire a recuperar de 0-4 e 1-5 para vencer por 6-5 o australiano Neil Robertson, e o inglês David Gilbert a pulverizar o campeão do Masters em 2018, o norte-irlandês Mark Allen, por 6-1.

 

Os oitavos de final concluem-se na quarta-feira, com o duelo de ingleses entre Kyren Wilson e Jack Lisowski (13 horas), e, prato forte do dia, o tricampeão mundial (2000, 2003 e 2018) galês Mark Williams frente ao inglês campeão mundial de 2015, Stuart Bingham, na sessão noturna (19 horas).

 

Até às meias-finais (inclusive) todos os jogos são à melhor de 11 frames: até um vencer seis parciais (de 6-0 a possíveis 6-5). A final será à melhor de 19: é campeão o primeiro a vencer dez (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

O Masters, prova do World Snooker Tour 2019/2020, é reservado aos 16 melhores da hierarquia e não pontua para o ‘ranking’. Distribui £725 mil de prémios (€846.981), das quais £250 mil (€292.062) ao campeão. A prova é transmitida para Portugal (EuroSport).

 

Oitavos de final do Masters (hora local e de Portugal continental, apurados a negro):

Ding Junhui-Joe Perry, 3-6  

Mark Selby-Ali Carter, 4-6

Neil Robertson-Stephen Maguire, 5-6 

Mark Allen-David Gilbert, 1-6

Judd Trump-Shaun Murphy, 3-6

John Higgins-Barry Hawkins, 6-1

Kyren Wilson-Jack Lisowski (4.ª feira, 13 horas)

Mark Williams-Stuart Bingham (4.ª feira, 19 horas)

 

Quartos de final:

Shaun Murphy-Joe Perry (5.ª feira, 13 horas)

Ali Carter-John Higgins (5.ª feira, 19 horas)

Stephen Maguire-David Gilbert (6.ª feira, 13 horas)

Kyren Wilson/Jack Lisowski-Mark Williams/Stuart Bingham (6.ª feira, 19 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias