Leonardo Jardim e a demissão: «Continuo surpreendido»

Mónaco 03-01-2020 11:31
Por Redação

O treinador português Leonardo Jardim concedeu uma entrevista ao jornal francês L’Équipe poucos dias após ter sido demitido da equipa técnica do Mónaco, na qual explicou as razões da sua retirada do clube.

 

«A atual temporada começou muito mal. Só construímos a equipa no final de agosto e desperdiçámos a pré-época. Até o vice-presidente do clube assumiu a responsabilidade por esse mercado tardio, alegando falta de experiência», começou por explicar Jardim, referindo-se a Oleg Petrov, que assumiu o cargo em fevereiro do ano passado.

 

«Nunca senti que era o treinador dele. Aos seus olhos era o treinador do presidente. A decisão tomada é um pouco consequência disso», frisou, lembrando, contudo, os 26 pontos que conquistou em 13 jornadas até ao final do ano civil.

 

«É por isso que continuo surpreendido com a decisão tomada no natal. Estávamos em condições de alcançar o objetivo, que era ficar no pódio. Se faltavam alguns pontos não era somente da responsabilidade da equipa técnica», argumentou o treinador.

 

«Senti que havia muito ruído e pensei que algo se estava a passar que eu não conseguia controlar. Mas não gosto de antecipar cenários. Após o Natal, Oleg [Petrov] telefonou-me para combinar uma reunião e foi nesse momento que percebi o que se estava a passar. Contou-me que o presidente [Dmitry Rybolovlev] tomou a decisão a pedido seu», explicou Leonardo Jardim.

Ler Mais
Comentários (7)

Últimas Notícias

Mundos