Reforço iminente do dragão alvo de críticas: «Não se lembra do que era...»

FC Porto 19-11-2019 16:17
Por Redação

Gustavo Henrique, central brasileiro de 26 anos, tem tudo encaminhado para ser reforço do FC Porto. Em final de contrato com o Santos (termina a 31 de janeiro do próximo ano), recusou todas as ofertas para prorrogar o vínculo com o clube de Vila Belmiro.

 

Contactado por A BOLA, José Carlos Peres, presidente do emblema de São Paulo, não esconde o desconforto que o tema lhe causa, especialmente porque «Gustavo não é um jogador qualquer».

 

«Ele está no Santos desde os nove anos. Jogou nos escalões base e depois tornou-se profissional. São 17 anos de ligação e esperávamos maior generosidade da parte dele. Andávamos há muito a tentar renovar, mas futebolista, atualmente, é isto: só pensa nele. Não se lembra do que era, de quem o ajudou a chegar onde chegou. É com muita mágoa que o vemos partir da forma que o vai fazer», lamenta o dirigente.

 

Ainda há dias o Santos recebeu uma proposta do Monterrey (México), mas de pouco valeu a José Carlos Peres exigir «três milhões de dólares» (2,7 milhões de euros) para libertar em dezembro Gustavo Henrique.

 

«Ele só está interessado em ir para a Europa. Disse-nos que, se ficasse no Brasil, com certeza permaneceria no Santos, não obstante ter recebido propostas de outros clubes brasileiros. O problema é que ele está unicamente interessado em jogar num campeonato europeu», assinala.

 

A inclusão de Gustavo Henrique nos quadros azuis e brancos durante a janela de transferências de inverno, leia-se em janeiro, está ainda assim dependente de um acordo com o Santos.

 

«Ele tem mais dois meses de contrato connosco, mas estamos dispostos a deixá-lo sair no final deste ano por dois milhões de euros. Não será, seguramente, por causa do Santos que ele não irá para o FC Porto», esclarece.

Ler Mais
Comentários (46)

Últimas Notícias