Já há acordo para a renovação de Bruno Fernandes

Sporting 05-10-2019 09:45
Por Rui Baioneta

A administração leonina estará prestes a fechar um dos dossiers mais importantes que tem, neste momento, em mãos, e que maior interesse estará a despertar junto da massa associativa, que se prende com a renovação do capitão da equipa, e jogador mais influente, Bruno Fernandes.
Com efeito, gorada a transferência do jogador de 25 anos, no verão, apesar do forte assédio de que foi alvo, foi desde logo intenção dos dirigentes leoninos aumentar o salário do internacional português, que iria receber um ordenado mais de acordo com a sua importância na equipa e influência no grupo. Isso mesmo foi admitido pelo presidente dos leões, Frederico Varandas, em entrevista concedida à estação de televisão do clube.


Certo é que as conversações entre as partes não demoraram a começar e até este momento registou-se, efetivamente, apenas uma ronda negocial, que parece ter sido suficiente para as partes estabelecerem um princípio de acordo - o empresário do jogador, Miguel Pinho, terá apresentado as condições de Bruno Fernandes, ficando a administração de dar uma resposta, que, de acordo com o que A BOLA apurou, será favorável, ficando assim concluído o processo no que a negociações diz respeito, ainda que o preto no branco, ou seja, a assinatura do novo contrato, só aconteça quando Bruno Fernandes regressar dos trabalhos da Seleção Nacional, no próximo dia 15 de outubro.


Ou seja, em termos de negociações, a renovação de Bruno Fernandes estará praticamente fechada, e, assim, o jogador vai tornar-se no futebolista do plantel mais bem pago pelos leões, passando a auferir um ordenado na ordem dos €2 M por época, ou seja, um aumento na ordem dos 500 mil euros - no atual contrato o internacional português recebe €1,5 M/ano.


De notar, entretanto, que esta melhoria salarial não implica qualquer alteração na duração do contrato, que continuará a terminar em 2023, nem tão-pouco na cláusula de rescisão, que está fixada nos €100 M. Isto até porque não fazia qualquer sentido aumentar o contrato do jogador, que, como é sabido, já não deverá estar muito tempo no Sporting. Mais: se numa primeira instância Bruno Fernandes só sairia no final da temporada de 2019/2020, a verdade é que uma eventual transferência poderá ser antecipada para janeiro.


E isto porque os dois clubes alegadamente mais interessados na sua contratação, e que podem estar disponíveis para avançar já com uma parte da verba, no sentido de marcarem posição e, assim, ganharem vantagem na aquisição do futebolista, casos de Real Madrid e Manchester United, estão muito longe da qualidade que deles era esperada e podem atacar o mercado já em janeiro e, aí, Bruno Fernandes poderá mesmo fazer as malas e emigrar. Se para Espanha ou para Inglaterra, o futuro o dirá, pois se o jogador já assumiu que sonha com o futebol inglês, a verdade é que a possibilidade de jogar no Real Madrid é, obviamente, irrecusável.


Esta é, pois, uma questão para ir acompanhando nos próximos tempos...

Ler Mais
Comentários (46)

Últimas Notícias