Tiago Sá assume: «Campeonato está no topo da lista de objetivos do SC Braga»

SC Braga 05.08.2022 18:30
Por Redação

Na antecâmara do arranque da Liga diante do Sporting (domingo, 18 horas), Tiago Sá concedeu uma extensa entrevista ao SC Braga. Questionado sobre os objetivos que ainda tem para a carreira, o guarda-redes de 27 anos teve um discurso ambicioso.


«Campeonato Nacional está no topo da lista de objetivos do SC Braga, não digo que é sonho porque acho que é um objetivo e que se trabalhar as coisas acontecem, não sei quando mas acredito que um dia vai acontecer e quero jogar a Liga dos Campeões. Tenho alguns jogos na Liga Europa, campeonatos, taças mas quero jogar a Liga dos Campeões. Treinei com a equipa principal quando estavam na Liga dos Campeões e percebi que são momentos que marcam um jogador.», atirou, frisando o desempenho dos bracarenses frente aos três grandes na época passada: «O SC Braga é um clube especial que não tendo o mesmo número de sócios, os mesmos orçamentos que muitos bate-se com todos nos últimos anos de igual para igual. O ano passado ganhamos no campeonato metade dos jogos aos grandes. Isso significa que o dinheiro e as camisolas não ganham os jogos antes dos mesmos acontecerem, os jogos são ganhos pela melhor equipa. O futebol é bonito por causa disso, começa o jogo e ninguém sabe quem vai ganhar, não é o clube mais rico, não é quem tem os melhores jogadores, nem é a camisola. Por isso é que considero o SC Braga um clube especial porque há muitos anos que com menos poderio financeiro consegue lutar de igual para igual com todos..»


Convidado a recordar os melhores momentos da carreira, Tiago Sá viajou até 2018 e à estreia na Liga frente ao Chaves (1-0), e ao jogo seguinte com o Sporting (1-0).


«Tenho dois jogos especiais na equipa principal. O primeiro foi a estreia em Chaves e o segundo foi contra o Sporting, que considero o meu jogo de afirmação, o primeiro teste de fogo que tive pela equipa A. O jogo em Leiria em que ganhámos o campeonato de juniores também foi muito importante. No mesmo seguimento, não sendo no clube, o Campeonato da Europa sub-19 em que defendi os pénaltis que deram acesso à final. A Taça de Portugal de 2016 a vencer 2-0 e viver o pesadelo do ano anterior em que nos deixamos empatar nos últimos dois minutos foi um jogo também foi muito especial para mim. Por último, o facto de termos ganho a taça 50 anos depois foi um momento muito marcante na minha carreira.», concluiu.

Ler Mais
Comentários (13)

Últimas Notícias