Luís Campos fala de Amorim, Conceição e… Schmidt mas também do PSG e de Mbappé

Futebol 24-05-2022 19:12
Por Redação

Luís Campos, consultor desportivo que se distinguiu com projetos no Mónaco e Lille, em França, dissertou esta terça-feira no 16.º Congresso Internacional de Futebol, que decorre entre segunda-feira e hoje na Universidade da Maia.

No final, falou aos jornalistas sobre vários temas, inclusivamente sobre o seu futuro, uma vez que foi recentemente apontado ao Paris Saint-Germain. «Penso que poderão sabê-lo proximamente. É um momento de reflexão e discussão, que faz parte da nossa vida. Vamos aguardar pelos próximos dias e perceber efetivamente o que irei fazer durante a próxima temporada. Regresso a França? E a Espanha também, porque temos aqui o Celta de Vigo bem juntinho daqui», disse.

A propósito do PSG, Luís Campos não deixou de falar sobre a recente renovação de contrato de Kylian Mbappé, jogador bem conhecido do antigo treinador quando estava no Mónaco. «Não acho que seja concorrência desleal. Acho que são os tempos modernos, em que a economia tem um peso muito forte em tudo e também no futebol. Quando vemos estas transferências altas, significa a importância que a indústria do futebol tem na sociedade atual e que os jogadores maravilhosos têm na vida das pessoas. Naturalmente, o mundo económico segue as tendências da moda», disse.

A Luís Campos foram ainda colocadas questões sobre Sérgio Conceição: «Já está num grande clube, que tem uma história fabulosa no futebol mundial. Não conheço as suas pretensões, mas é um treinador que admiro muito, e tem, juntamente com a sua equipa de trabalho, uma qualidade extraordinária. Sei que ainda tem mais dois anos de contrato com o FC Porto e espero que reflita neste período. Deve ter muitas possibilidades, pois continua a fazer um trabalho espetacular, mas aquilo que lhe desejo é a maior sorte do mundo e que continue a tomar boas decisões.»

Assim como também falou de Rúben Amorim: «Fez uma demonstração clara do seu enorme potencial nos últimos três ou quatro anos em Portugal. Junto com a sua equipa de trabalho, desenvolveu muito o Sporting em vários aspetos. Foi campeão de forma justa em 2020/21 e foi a equipa que esteve mais próxima do FC Porto em 2021/22, com futebol de grande qualidade. Aposta para o PSG? Têm de fazer essas questões mais aos treinadores do que a mim.»

E também falou sobre Roger Schmidt, que assinou contrato esta terça-feira para ser o novo treinador do Benfica: «Espero que saia um dia com um contributo muito positivo, não só para o seu clube, mas, sobretudo, trazendo aquilo que qualquer estrangeiro deve trazer quando está a trabalhar noutro país. Isto é, coisas novas, que ajudem a crescer como clube e a refletir sobre as ideias que coloca em campo. No fundo, que acrescente algo. Ele tem um currículo muito rico para isso e espero que possa aportar momentos bons ao futebol português.»
 

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias

Mundos