Presidente desculpa-se aos adeptos: «Superliga não era a opção certa»

Manchester United 21-04-2021 19:28
Por Redação

Foram 48 horas alucinantes em que o Manchester United, e outros clubes, anunciou orgulhoso a participação numa nova competição, a Superliga europeia, recebeu críticas severas e teve de recuar. O dono e presidente, Joel Glazer, viu-se forçado a falar aos adeptos, talvez a maior força de bloqueio na decisão de recuar, e foi para eles uma carta aberta.

 

«Nos últimos duas assistimos à grande paixão que o futebol gera e a profunda lealdade que os adeptos têm por este grande clube. Mostraram claramente a vossa oposição à Superliga e nós escutámos. Agimos mal e queremos mostrar que podemos corrigir as coisas», escreve, referindo que apesar da ferida está apostado em «reconstruir a relação de confiança» com os adeptos.

 

No entanto, Glazer sublinha as dificuldades económicas, enunciado que a pirâmide do futebol tem de ser mais sustentável: «No entanto aceitamos que a Superliga não era a opção certa. Ao tentar criar uma base mais estável não conseguimos mostrar respeito suficiente pelas tradições enraizadas da pirâmide – promoções e despromoções, subidas e descidas de divisão. E por isso pedimos desculpa.»

 

O Manchester United «tem um grande legado e reconhecemos a nossa responsabilidade em geri-lo. A pandemia colocou-nos vários desafios e estamos orgulhosos pela forma como o clube e os adeptos reagiram à pressão neste período.»

Glazer escreve ainda a necessidade de uma comunicação mais eficiente entre clube e adeptos e garante mais trabalho com as organizações nacionais para encarar os desafios do presente.

 

«Para fechar, reconhecer que é vosso apoio que dá grandeza a este clube», termina.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias