«Patrões querem usar fundo de 363 milhões para aumento de salários» - Público

Revista de Imprensa 09-11-2019 09:49
Por Redação

 «Associações patrimoniais discutiram propostas a fazer ao Governo que passam pela suspensão e redução das contribuições para os fundos de Compensação do Trabalho.»

 

«Desde 2013 que as empresas passaram a contribuir para os dois fundos de compensação salarial, que garantem o pagamento de indeminizações a trabalhadores. Nos últimos seis anos, estes fundos conseguiram atingir mais 363 milhões de euros, de acordo com dados de setembro. É neste dinheiro, parte dele investido em dívida pública, parte parado a ganhar juros, que os patrões querem mexer como contrapartida para o aumento de salários, mínimo e médio, que o Governo quer negociar.»

Ler Mais

Últimas Notícias