PJ deteve suspeito de homicídio nos festejos do título

FC Porto 10-05-2022 08:56
Por Redação

Foi detido o principal suspeito do esfaqueamento mortal a um homem de 26 anos ocorrido na madrugada de domingo, durante os festejos do título ganho pelo FC Porto, nas imediações do estádio.

 

Um comunicado da Polícia Judiciária refere que ocorreu na última noite a detenção de um jovem de 19 anos por factos ocorridos no Porto madrugada de dia 8. O suspeito será presente a tribunal.

 

Alegadamente, o homicídio de Igor Silva teve como motivação um ajuste de contas, depois de troca de agressões ao longo entre a vítima e um grupo onde se incluíam dois indivíduos já identificados pelas autoridades, Marco Orelhas e o seu filho, Renato, de 19 anos, sobre quem recaem maiores suspeitas.

 

Fica o comunicado da Judicária:

 

«A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, identificou e deteve na noite do dia de ontem, 09.05.2022, um homem pela prática do crime de homicídio qualificado.

Os factos ocorreram na madrugada do dia 08.05.2022, na cidade do Porto, em retaliação por uma sucessão de agressões que, desde janeiro deste ano, vinham ocorrendo entre o arguido, familiares deste e a vítima.

Na ocasião, um grupo de indivíduos, de entre os quais o arguido, perseguiu a vítima, alcançando e agredindo a mesma com murros e pontapés.

Dada a intervenção de alguns populares, que foram igualmente agredidos, a vítima logrou afastar-se do local, vindo a ser surpreendida pelo arguido, o qual, munido de uma arma branca de dimensões significativas, a atingiu repetidamente e com extrema violência, provocando-lhe a morte.

Em ato contínuo, todo o grupo agressor dispersou, tendo-se o arguido colocado em fuga.

Pese embora o contexto de enorme confusão em que os factos ocorreram e a existência de diversa informação errada transmitida, foi possível, em resultado de um trabalho ininterrupto e exaustivo de recolha de prova, reunir em menos de 48 horas elementos indiciários e, simultaneamente, localizar e deter o presumível autor das agressões mortais.

O detido, de 19 anos, empregado de limpeza, sem antecedentes criminais, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.»

Ler Mais
Comentários (119)

Últimas Notícias