«O Mundo está a passar um teste de stress»

ONU 29-12-2018 14:23
Por Redação

Na mensagem de Ano Novo, António Guterres não perdeu tempo a elencar o principal problema: a vida e subsistência do planeta.

 

«No último ano novo, emiti um alerta vermelho e os perigos que mencionei ainda persistem. Muita gente passa por momentos de ansiedade e o nosso mundo está sob um teste de stress. As alterações climáticas avançam muito mais rapidamente do que nós. Estão a acentuar-se as divisões geopolíticas e torna-se mais difícil resolver conflitos. Um número recorde de pessoas está em movimento [referências às migrações] à procura de segurança e proteção. A desigualdade está a crescer e as pessoas questionam porque é que alguns têm neles concentrada a riqueza de meia humanidade», começou por referir numa mensagem vídeo, entrecortada por imagens de migrantes e refugiados.

 

 

«Quando a cooperação internacional funciona, o mundo ganha»

«A intolerância está a subir e a confiança a descer, mas há também razões para ter esperança», acrescentou. «As conversações no Iémen oferecem uma hipótese para a paz. A Etiópia e a Eritreia estão também em conversações», referiu.

 

Na Polónia houve acordo para a implementação do Acordo de Paris para o Clima_«Agora temos de aumentar a nossa ambição para combater esta ameaça à nossa existência - as alterações climáticas. Está na altura de aproveitar a nossa melhor oportunidade. Quando a cooperação internacional funciona, o mundo ganha.»

 

 

«Em 2019 vamos continuar a juntar as pessoas, a construir pontes e soluções. Vamos continuar a pressionar e nunca desistir, Ao iniciarmos este Ano Novo, juntos vamos enfrentar ameaças, vamos defender a dignidade humana e construir um futuro melhor», concluiu António Guterres.

Ler Mais

Últimas Notícias