Juiz federal pede arquivamento de queixa contra Cristiano Ronaldo

Estados Unidos 08-10-2021 09:54
Por Redação

A queixa de Kathryn Mayorga, a acusar Cristiano Ronaldo de violação num hotel em Las Vegas em 2009, deve ser arquivada por irregularidades, conforme recomendação de um juiz responsável pela instrução do processo.

Daniel Albregts considera que o advogado de Kathryn Mayorga, Leslie Mark Stovall, apresentou o processo de forma irregular, baseando-se em documentos confidenciais que mostravam comunicações entre Ronaldo e os seus advogados.

«Rejeitar o caso de Mayorga pela conduta inadequada do seu advogado é uma consequência difícil (...), mas, infelizmente, é a única sanção apropriada para garantir a integridade do processo judicial», destacou o magistrado no seu relatório de 23 páginas, citado pela agência AP.

Para Albregts, o advogado de Mayorga «Stovall agiu de má fé» ao utilizar documentos obtidos na plataforma Football Leaks, dando conta que a antiga modelo retirou as acusações criminais ao aceitar um acordo confidencial, em agosto de 2010, no valor de 375 mil dólares (cerca de 324 mil euros).

Ler Mais
Comentários (39)

Últimas Notícias