«Só depois de ter saído o contrato de Jorge Jesus percebemos que houve um ataque»

Justiça 13-10-2020 13:57
Por Redação

O julgamento do processo 'Football Leaks' prosseguiu esta terça-feira com a audição de David Luís Tojal no Tribunal Central Criminal de Lisboa. Antigo administrador de sistemas do Sporting, revelou quando houve a perceção que o clube tinha sido alvo de ataque informático.

O primeiro erro detetado foi às 9.6,16 horas do dia 22 de setembro de 2015,  com os utilizadores do sistema a ficarem sem acesso às respetivas caixas de correio eletrónicas, mas o primeiro ataque ocorreu às 18.55,04 horas do mesmo dia, ou seja, quase 10 horas depois.

«Na altura não tivemos perceção de que estava a haver o ataque. Só voltámos aos 'logs' [registos de acesso] quando sai o contrato de Jorge Jesus no 'Football Leaks'», referiu David Luís Tojal.

O ex-administrador de sistemas admitiu ainda que o clube não estava devidamente munido de especialistas e de ferramentas de segurança informática, confirmando que houve acessos por um endereço de Internet proveniente da Hungria, onde Rui Pinto vivia antes de ser extraditado para Portugal.
 

A sessão prossegue de tarde no Tribunal Central Criminal de Lisboa, com a audição de Bruno Cardoso, também antigo funcionário do Sporting.

Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias