Tribunal declara prescrição de processo contra Vale e Azevedo

Justiça 25-02-2020 21:30
Por Redação

João Vale e Azevedo, antigo presidente do Benfica, está livre do processo em que era acusado de se ter apropriado de 1,2 milhões de euros do clube da Luz, relativos a direitos de transmissão televisiva de jogos europeus do Benfica entre 1998 e 1999.

A notícia é avançada pela TVI, citando um documento datado de 20 de fevereiro, no qual o Tribunal Judicial de Lisboa declara o arquivamento definitivo do caso, dando razão a um acórdão do Tribunal da Relação, favorável à prescrição do procedimento criminal por já terem decorrido mais de 20 anos da prática dos factos. 

 

O arquivamento ainda foi contestado pelo Ministério Público, mas sem sucesso, deixando assim sem castigo alegados crimes de peculato e falsificação de documentos por parte do antigo advogado.

Vale e Azevedo, recorde-se, tem ainda de cumprir 10 anos de prisão por desvio de outros quatro milhões de euros das contas do Benfica, relativos a transferências de jogadores. O antigo presidente dos encarnados estará atualmente a viver em Londres, decorrendo nesta altura um pedido de extradição.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (22)

Últimas Notícias