PSP recebeu 900 denúncias de violência entre namorados em 2019

País 15-02-2020 21:20
Por Redação

A Polícia de Segurança Pública (PSP) recebeu, em 2019, um total de 900 denúncias de violência entre namorados e mais de 1200 denúncias entre ex-namorados.

 

Em comunicado, a PSP explica que estes são totais aproximados, uma vez que a estatística global de 2019 ainda se encontra em consolidação.

 

A grande maioria das vítimas é do sexo feminino, entre os 18 os 24 anos - os homens são maioritariamente vítimas neste contexto na faixa etária entre 25 e 34 anos.

 

Até 19 de fevereiro, a PSP realiza, através das Equipas do Programa Escola Segura, a Operação ‘No Namoro não há Guerra’.

 

A PSP explica ainda que esta operação tem como objetivo «a realização de ações de sensibilização junto dos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, promovendo a prevenção da violência no namoro e violência doméstica».

 

Durante o ano letivo de 2018/2019, no âmbito do programa Escola Segura, foram realizadas 1335 ações específicas sobre a temática da violência do namoro, envolvendo 35.212 alunos a nível nacional.

 

«Uma das dimensões mais assustadoras dos números é sabermos que cerca de 58% dos jovens dizem já ter passado por uma situação destas e 67% olha para as situações que descreve e diz que são normais...», disse, à Renascença, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa.

 

Segundo Mariana Vieira da Silva, o objetivo principal desta campanha é desconstruir a ideia de que a violência é algo normal.

 

«Queremos identificar e dar exemplos destas práticas para podermos desmontar e dizer que não é uma situação normal. Por que é crime e é preciso pedir ajuda e fazer queixa», assinalou.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Últimas Notícias