Tolerância zero em Portimão

Fórmula 1 25-10-2020 08:22
Por Redação

A informação e as imagens aceleraram muito rapidamente nas redes sociais, alertando as autoridades de saúde regionais e nacionais, mas o mau comportamento de parte do público que esteve ontem no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), para assistir à qualificação para o Grande Prémio de Portugal, não será tolerado no dia de hoje, disse o diretor do Circuito de Portimão, Paulo Pinheiro, em conversa com A BOLA.


«Existiram, sim, registos de problemas em duas das 11 áreas do circuito, na Portimão 1 e na Portimão 2, que não são as bancadas que aparecem nas imagens das redes sociais», explicou Pinheiro, garantindo que as falhas detetadas não se repetirão hoje, dia da corrida (início às 13.10 horas), que contará novamente com a presença de 600 militares da GNR. «A lotação do circuito encontra-se limitada a 27.500 espectadores [as bancadas estão divididas em setores com 800 pessoas] e seremos inflexíveis na reação a situações de risco», explicou o responsável, relembrando a obrigatoriedade de distanciamento social e utilização de máscara.


As imagens mais alarmantes (e polémicas…) foram registadas nas bancadas Solverde e Sagres, ambas na curva 15 do Circuito de Portimão, mas um vídeo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil coloca água na fervura, por não mostrar a proximidade entre adeptos que se vê nas fotografias. Existiram aglomerados de pessoas, sim, mas nas filas para a compra de alimentos, devido ao número limitado de bancas, ou nos acessos às casas de banho. E registaram-se ainda engarrafamentos de trânsito.


Recorde-se que o sucesso da Fórmula 1 em Portimão é determinante tanto para a hipótese de manter Portugal no mapa do Campeonato do Mundo como para a organização da corrida final da temporada no MotoGP, marcada para 22 de novembro, também no AIA.
 

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias