Verstappen e Red Bull surpreendem Mercedes no 70.º Aniversário

Fórmula 1 09-08-2020 16:12
Por José Caetano

Max Verstappen, no dia que passou para o topo da lista dos holandeses com maior número de grandes prémios na Fórmula 1 (107), à frente do pai, Jos, venceu a corrida que comemorou o 70.º aniversário da categoria-rainha do desporto automóvel. O piloto da Red Bull-Honda, em Silverstone, Inglaterra, uma semana depois da 3.ª posição no G.P. da Grã-Bretanha, no mesmo circuito, atrás dos Mercedes-AMG de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, surpreendeu os dominadores da temporada de 2020 e somou o 1.º êxito do ano e o 9.º da carreira na categoria, resultado que permitiu a subida à 2.ª posição no Mundial.

 

A primeira vitória de Verstappen em Silverstone começou a construir-se na véspera, na qualificação, quando o holandês e a equipa austríaca decidiram marcar o melhor tempo na segunda fase da sessão com os pneus mais duros da Pirelli, enquanto os rivais optaram pelos médios. A estratégia valeu-lhe apenas a 4.ª posição na grelha de partida, mas revelou-se muito bem-sucedida, pois permitiu-lhe competir com os Mercedes-AMG, que somavam quatro vitórias em quatro corridas, em 2020.

 

Na corrida, com o asfalto de Silverstone a ‘ferver’ (temperaturas sempre acima dos 40º C), Hamilton e Bottas sentiram maiores dificuldades na gestão do nível de degradação dos pneus médios da Pirelli, enquanto Verstappen mantinha os rivais sob pressão e sem problemas nos pneumáticos mais duros do fabricante italiano que fornece a Fórmula 1 em exclusivo desde 2011.

 

Bottas parou na volta 13, Hamilton na 14 e Verstappen apenas na 26. No regresso à pista, o holandês encontrava-se à frente do britânico e atrás do finlandês, mas passou-o quase de imediato, assumindo liderança que manteve quase até ao final da corrida. A Mercedes-AMG ainda tentou estratégia nova com Lewis, atrasando a 2.ª paragem nas boxes até ao limite do possível, realizando-o muito depois das dos rivais na pista, mas a fórmula não funcionou. O campeão do Mundo comandou entre as voltas 32 e 41, regressou à pista em 4.º, atrás de Bottas e Leclerc, mas recuperou apenas até 2.º. De permeio, realizou a volta mais rápida e ganhou um ponto de bónus sempre importante para as contas do Mundial.

 

Verstappen, que conseguiu o 4.º pódio consecutivo no Mundial de 2020, e a Red Bull-Honda não ganhavam desde o Brasil-2019. A equipa austríaca venceu em Silverstone pela 1.ª vez desde 2012 (Max Webber) e somou o 62.º triunfo na categoria – o 16.º desde o início da era híbrida, na Austrália-2014. Já Hamilton conseguiu o 155.º pódio na Fórmula 1, igualando (outro) recorde que pertencia a Michael Schumacher. O alemão conseguiu-os em 307 grandes prémios, o britânico soma ‘apenas’ 255…

 

No Mundial, mudança importante na classificação de pilotos, com Verstappen a passar para a frente de Bottas. O holandês, 2.º no campeonato, está a 30 pontos de Hamilton e tem mais quatro do que o finlandês, que iniciou o grande prémio na ‘pole position’.

 

Resultados

1.º Max Verstappen, Red Bull-Honda, 1:19.41,993 horas

2.º Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, +11,326 s

3.º Valtteri Bottas, Mercedes-AMG, +19,231 s

4.º Charles Leclerc, Ferrari, +29,289 s

5.º Alexander Albon, Red Bull-Honda, +39,146 s

6.º Lance Stroll, Racing Point-Mercedes, +42,538 s

7.º Nico Hülkenberg, Racing Point-Mercedes, +55,951 s

8.º Esteban Ocon, Renault, +1.04,773 m

9.º Lando Norris, McLaren-Renault, +1.05,544 m

10.º Daniil Kvyat, AlphaTauri-Honda, +1.09,669 m

11.º Pierre Gasly, AlphaTauri-Honda, +1.10,642 m

12.º Sebastian Vettel, Ferrari, +1.13,370 m

13.º Carlos Sainz Jr., McLaren-Renault, +1.14,070 m

14.º Daniel Ricciardo, Renault, +1 volta

15.º Kimi Räikkönen, Alfa Romeo-Ferrari, +1 volta

16.º Romain Grosjean, Haas-Ferrari, +1 volta

17.º Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo-Ferrari, +1 volta

18.º George Russell, Williams-Mercedes, +1 volta

19.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +1 volta

Volta mais rápida da corrida (1 ponto): Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, 1.28,451 m na volta 43

Próximo Grande Prémio (6.º de 2020): Espanha, no Circuito da Catalunha-Barcelona, no dia 16

 

Mundial de Pilotos

1.º Lewis Hamilton, 107 pontos

2.º Max Verstappen, 77 pontos

3.º Valtteri Bottas, 73 pontos

4.º Charles Leclerc, 45 pontos

5.º Lando Norris, 38 pontos

 

Mundial de Construtores

1.º Mercedes-AMG, 180 pontos

2.º Red Bull-Honda, 113 pontos

3.º Ferrari, 55 pontos

4.º McLaren-Renault, 53 pontos

5.º Racing Point-Mercedes, 41 pontos

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias

Mundos