Caso W52-FC Porto: João Rodrigues suspenso por sete anos e outros seis por três

Ciclismo 04.10.2022 13:04
Por Redação

A Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) anunciou, esta terça-feira, os castigos relativos ao caso de doping na equipa de ciclismo W52-FC Porto.

João Rodrigues, vencedor da Volta a Portugal de 2019 e da Volta ao Algarve de 2021, foi suspenso por sete anos, enquanto Rui Vinhas, Ricardo Mestre, Ricardo Vilela, Daniel Mestre, José Neves e Samuel Caldeira enfrentam três anos de suspensão.

Segundo a lista de sanções disciplinares hoje atualizada pela Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), João Rodrigues cumpre castigo de quatro anos imposto pela União Ciclista Internacional, por anomalias no passaporte biológico, e outros três anos por «posse de método proibido».


Rui Vinhas e Ricardo Mestre, vencedores da Volta a Portugal em 2016 e 2011, respetivamente, são sancionados por três anos, por «posse de substância proibida e método proibido», este o mesmo motivo evocado pela ADoP para suspender por igual período Ricardo Vilela, Daniel Mestre, José Neves e Samuel Caldeira.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias