Benfica é o primeiro apurado para a final

Basquetebol 25-05-2022 20:43
Por Célia Lourenço

O Benfica carimbou lugar na final da Liga Betclic masculina ao somar a terceira vitória sobre a Oliveirense na meia-final do play-off, por 60-75. Aguarda, agora, pelo resultado do embate entre FC Porto e Sporting, que medem forças esta quinta-feira em casa dos leões, que estão proibidos de perder, dado terem saído derrotados nas duas partidas anteriores.
 

Com um afundanço, Dennis Clifford abriu a contagem para o Benfica no Pavilhão Dr. Salvador Machado, e Aaron Broussard dilatou a vantagem dos encarnados sem que a Oliveirense tivesse acertado com o cesto. Mas isso foi até Shaun Willett, com um triplo (3-4) despertar os homens de João Figueiredo que passaram para a frente, de novo através de triplo, graças a João Grosso. O domínio dos anfitriões foi de curta duração, contrariamente ao dos encarnados que chegaram a liderar por 13 pontos (12-25) após um parcial de 7-0. A 34 segundos do fim do primeiro quarto, Francisco Albergaria reduziu para 14-25, resultado que acompanhou o som do apito.
 

Foi o mesmo base quem encurtou distâncias no 2.ª quarto, no qual a Oliveirense ao entrar nas linhas de passe e partindo para o contra-ataque. Ainda assim, o Benfica conseguiu manter-se sempre perto dos dez dígitos de vantagem, com mão de Dennis Clifford, num período marcado por alguma ineficácia ofensiva das duas equipas.
 

Os homens de Norberto Alves passaram por um período errante nos triplos que os oliveirenses souberam aproveitar e, com parcial de 10-0, com Willet a ser o principal protagonista, os anfitriões passaram para a frente a 40 segundos do intervalo, mas Frank Gaines, com assistência de Broussard, reencontrou-se com os triplos, pelo que os primeiros 20 minutos chegaram com o Benfica na frente por 33-35.
 

No terceiro quarto, com Ivan Almeida a evidenciar consistência tanto na defesa como na concretização, o Benfica ficou mais perto da final com uma vantagem de 14 pontos (43-57) na chegada ao último minuto. José Silva dilata a margem para 16 (43-59) e, apesar de João Balseiro, reduzir nos lançamentos livres foi a ganhar por 14 (45-59) que as águias, melhores no ataque, partiram para os derradeiros 10 minutos do jogo.
 

Nesse período foi José Silva, em jeito de compensação dos erros na primeira parte, a chamar as atenções entre os encarnados, com três triplos consecutivos, que deixaram o Benfica praticamente a tocar a final com uma margem de 25 pontos (45-70).
 

A Oliveirense tentou responder rapidamente com lançamentos de três pontos, mas os erros multiplicaram-se, enquanto o Benfica fazia a gestão da confortável vantagem, com Frank Gaines (17 pontos, 2 ressaltos e 4 assistências) e José Silva (16 pontos e 3 ressaltos) em destaque entre os encarnados. Do lado da Oliveirense, Shaun Willet (16 pontos, 7 ressaltos e duas assistências) e Ricardo Monteiro (14 pontos e 3 ressaltos) foram os mais influentes.

 

 

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias

Mundos