Judd esmaga Kyren (6-1) e está nas ‘meias’ do Masters!

Snooker 14-01-2022 16:01
Por António Barroso

O inglês Judd Trump, de 32 anos, número dois da hierarquia (e campeão mundial em 2019), é o terceiro semifinalista do Masters da época 2021/22 da World Snooker, prova a decorrer até domingo, dia 16 do corrente mês, em Londres, após vencer na tarde desta sexta-feira o compatriota Kyren Wilson, de 30 anos, quinto do ‘ranking’, por 6-1, no terceiro jogo dos quartos de final.

 

O jogo mais desequilibrado dos quartos de final ficou quase decidido no quarto parcial, em que o ‘Warrior, Kyren sofreu golpe anímico tremendo ao ver Judd limpar a mesa após desbloquear o jogo com uma bola brilhante, com entrada de 50 pontos, até à preta, para reclamar o ‘frame’ e o 3-1 ao intervalo.

 

Antes, Judd entrada a disparar lume, com entradas de 68 e 74 pontos - nas primeira e segunda partidas, respetivamente – para chegar a 2-0, antes de Wilson, com ‘break’ de 71 pontos para o 1-2 na terceira partida, dar aquele que acabou por ser o único sopro de vida efetivo e de bravura durante jogo desniveladíssimo.

 

No reatamento, Trump chegou rapidamente a 5-1 - ‘breaks’ de 76 e 67 pontos, nos quinto e sexto parciais, respetivamente – para encostar o compatriota às cordas. E sem surpresa, ante um Kyren desmotivadíssimo, que já não estava lá, psicologicamente derrotado, incapaz de um lampejo e a quem tudo aconteceu – desde maus contactos a embolsar também, em falta, uma vermelha quando jogou a azul (e entrou) -, Judd fechou o jogo logo após, no sétimo parcial, em três horas. E já espera Selby ou Hawkins, avisados de um 'Ace in the Pack' numa forma assustadora, de tão apurada.

 

«Estive bem, embolsei boas vermelhas. E a multidão aqui é espetacular, vou sentir saudades deste torneio quando acabar. Foi importante a limpeza de mesa e o ‘brak’ de 50 pontos no final da primeira parte, que me permitiu o 3-1 ao intervalo. De resto, ambiente fantástico, gostaria que todas as provas fossem jogadas no ‘Ally Pally’. Foi por isto, por este entusiamo, que agarrei num taco pela primeira vez. A receção a Williams e Higgins sexta-feira foi qualquer coisa, mal posso esperar para ver como será nas ‘meias’», afirmou o ‘Ace in the Pack.

 

Selby e Hawkins fecham ‘quartos’ na sessão noturna

 

Na sessão noturna (19 horas), para encontrar o rival de Judd na segunda meia-final, a jogar-se na noite de sábado (19 horas) – o australiano Neil Robertson e o galês Mark Williams jogam a primeira, às 13 horas - defrontam-se mais dois ingleses: número um do Mundo e tetracampeão mundial (2014, 2016, 2017 e 2021), Mark Selby, 38 anos, e o 10.º da tabela, Barry Hawkins, 40 anos.

 

Referência para os 17 triunfos de cada um em 34 duelos de ambos até à data. Resumem o equilíbrio entre o ‘falcão’ (Hawkins ‘The Hawk’) e o ‘tubarão’, Mark ‘The Shark’ Selby. Se Barry tenta estrear-se em títulos no Masters, o líder da hierarquia mundial aponta ao ‘tetra’ no ‘Ally Pally’, onde não Selby não ergue o triângulo de cristal há nove anos mas já venceu em 2008 (10-3 a Stephen Lee na final), 2010 (10-9 a Ronnie O'Sullivan) e 2013 (10-6 a Neil Robertson).

 

As meias-finais do Masters ainda serão jogadas, como os ‘quartos’ e os ‘oitavos’, à melhor de 11 ‘frames’: ganha o primeiro a vencer seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final é jogada domingo à melhor de 19 parciais, em duas sessões: nove ‘frames’ na primeira, às 13 horas, possíveis até mais dez na segunda, às 19 horas. É campeão do Masters o primeiro a chegar aos dez - de 10-0 a possíveis 10-9.

 

O campeão do Masters, prova da época 2021/22 da World Snooker não pontuável para o ‘ranking’ – por ser reservada ao ‘top 16’ – e que se iniciou dia 9 e decorre até domingo, dia 16 do corrente mês, amealha £250 mil (€299.240), de um prémio total de £725 mil (€867.796 mil) distribuídos no torneio, transmitido para Portugal (EuroSport). Yan Bingtao venceu o Masters em 2021 (10-8 a John Higgins).

 

Quartos de final do Masters (apurados a negro):

Neil Robertson-Ronnie O’Sullivan, 6-4

Mark Williams-John Higgins, 6-5

Judd Trump-Kyren Wilson, 6-1

Barry Hawkins-Mark Selby (19 h)

 

Meias-finais do Masters (hora local e de Portugal continental):

Mark Williams-Neil Robertson (sábado, 13 h)

Judd Trump-Mark Selby/Barry Hawkins (sábado, 19 h)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias