Neil Robertson passeia mas é sensacional ‘JJ’ quem arrasa Maguire… e no Mundial

Snooker 18-04-2021 21:01
Por António Barroso

Mais dois grandes candidatos à vitória no Mundial-2021, o escocês John Higgins, de 45 anos, 7.º do ranking e tetracampeão (1998, 2007, 2009 e 2001), e o australiano Neil Robertson, de 39 anos, terceiro da hierarquia e triunfador no Crucible em 2010, mostraram-se este domingo, segundo dia de jogos dos 16avos de final e do Campeonato do Mundo de Snooker, prova a decorrer em Sheffield (Inglaterra) até 3 de maio, com o profissional do hemisfério sul a garantir a passagem aos oitavos, tal como o chinês Yan Bingtao, o inglês David Gilbert e o sensacional galês Jamie Jones: juntaram-se ao campeão em título, Ronnie O’Sullivan, como os cinco já qualificados para a segunda ronda do evento.

 

Surpresa relativa por Higgins, o feiticeiro de Wishaw (sua terra natal), finalista em oito edições, sair em desvantagem da sessão inaugural ante o chinês Tian Pengfei, de 33 anos, 57.º da tabela, duelo a concluir-se já na tarde de segunda-feira.

 

Todos esperavam ver o prodigioso escocês, finalista do Masters, conseguir repetir o nível do Players Championship, que conquistou esta época 2020/2021 cedendo parcos 4 frames em 4 jogos: 6-0 a Jordan Brown, 6-0 a Mark Selby (que fez 7 pontos em todo o jogo), 6-1 a Kyren Wilson nas meias-finais e 10-3 ao Rocket na final. Impressionante e, arriscamos, snooker talvez nunca visto, por sublime.

 

Para já, Higgins ainda não embalou, e foi o oriental a chegar a 4-1, com uma centenária pelo meio, 111 pontos) e o escocês a reagir depois, atenuar e encostar a parcos 3-4, resultado anormalmente curto com que se concluiu a 1.ª sessão, em que se jogariam normalmente 10 parciais, mas cuja demora e o tempo de jogo inviabilizaram. Tudo em aberto e adiado para a decisão, na segunda-feira.

 

Já Neil Robertson, de 39 anos, quarto da hierarquia e triunfador do UK Championship (10-9 a Judd Trump na final) e do Tour Championship (10-4 a Ronnie na final), sublinhou credenciais e aspirações: depois dos 6-3 com que chegou em vantagem da 1.ª sessão, na véspera, no duelo com o emotivo Liang Wenbo, de 34 anos, 26.º da tabela, carimbou o passaporte para a próxima ronda na sessão noturna, ao vencer por 10-3, não permitindo ao chinês vencer mais um parcial que fosse. É um furacão.

 

Robbo veio a disparar lume: o loiro de caracóis anotou mais duas centenárias - 100 pontos para o 7-3, 110 pontos para o 9-3 - e fechou com break de 65 pontos – e já espera por um inglês, Jack Lisowski ou Ali Carter, nos oitavos de final. Após imitar Ronnie: 3 centenárias, Neil marcou posição e diz presente ao campeão, à distância…

 

Também neste segundo dia do Mundial-2021 o chinês Yan Bingtao, de 21 anos, 10.º do ranking – campeão do Masters (10-8 a John Higgins na final) – confirmou  estatuto e, após o 4-4 da sessão inaugural, na véspera, deixou para trás o inglês Martin Gould, de 39 anos, 24.º da hierarquia: 10-6. O jovem asiático mostrou estar ambicioso: Duas centenárias e mais sete entradas de 50 ou mais pontos sem falhar uma bola nos buracos. Espera agora por Shaun Murphy ou Mark Davis, na 2.ª ronda.

 

Proeza do dia para Jamie Jones, primeiro jogador vindo das qualificações a fazer cair um cabeça-de-série neste Mundial: o escocês Stephen Maguire, de 40 anos, 9.º da hierarquia, que depois do 4-5 da sessão inaugural, não resistiu mesmo a JJ, de 33 anos, apenas 62.º da hierarquia, e que venceu por inequívocos 4-10. Com entradas de 73 e 81 pontos, o galês acelerou até 8-4 e a partir daqui sabia-se que era uma questão de tempo. Mais uma tacada de 65 pontos a encostar o escocês às cordas com o 9-4, e o 10-4 a vir logo depois. Na 2.ª ronda, JJ medirá forças com Ding Junhui ou Stuart Bingham.

 

Confirmação da superioridade extrema da primeira sessão neste domingo personalizou o inglês David Gilbert, de 39 anos, 31.º do ranking: após 7-2 na 1.ª sessão ante o compatriota Chris Wakelin, de 29 anos, 59.º da tabela, fechou o encontro com categórico 10-4. E que exibição de Gilbert: 3 centenárias (132, 111 e 100 pontos) mais cinco breaks de 50 ou mais pontos dizem tudo da categoria de um dos semifinalistas do Mundial-2019, então só batido na negra (16-17) por John Higgins, num duelo que liderou sempre... até perder no final. No caminho deste agricultor de nome homónimo ao guitarrista dos Pink Floyd, e que sempre apresenta vistosas peúgas talismã, segue-se para David Gilbert, nos oitavos Judd Trump ou Liam Highfield.

 

Na segunda-feira, olhos no confronto dos Wilson, ambos em estreia: o vice-campeão mundial, o inglês Kyren Wilson, de 29 anos, quinto do ranking, diante do compatriota Gary, de 35 anos, 33.º da hierarquia… e também semifinalista em 2019 (batido por Judd Trump, 11-17). Mas a dominar atenções estará o escaldante embate entre o chinês Ding Junhui, de 34 anos, 8.º do ranking, com o campeão mundial de 2015, o inglês Stuart Bingham, de 44 anos, 17.º da hierarquia.

 

Curiosidade motiva ainda, no terceiro dia de competição, a conclusão do duelo entre Higgins e Pengfei, no duelo de ingleses Jack Lisowski (de 29 anos, 14.º do ranking) com Ali Carter (41 anos, 23.º da tabela). Tal como o desfecho do embate de Anthony McGill, de 30 anos, 16.º do ranking, com o inglês Ricky Walden, de 38 anos, 32.º da tabela, após 5-4 para o escocês (semifinalista em 2020) na sessão inaugural, jogada na manhã de domingo: daqui sairá o rival de Ronnie O’Sullivan na 2.ª ronda…

 

O Mundial é a última prova da época 2020/2021 da World Snooker Tour, iniciou-se dia 17 do corrente mês e decorre até 3 de maio no Crucible Theatre, em Sheffield (Inglaterra). Distribui £2,385 milhões (€2,747 milhões) em prémios, das quais £500 mil (€576 mil) ao campeão.

 

Ronnie O’Sullivan defende o título conquistado em 2020 (18-8 a Kyren Wilson na final). A prova é transmitida para Portugal em direto (EuroSport) e os 16avos de final são jogados à melhor de 19 parciais: vence o primeiro a ganhar 10 (10-0 a possíveis 10-9).

 

Resultados de hoje, 16avos de final (apurados a negro):

Anthony McGill-Ricky Walden, 5-4

Yan Bingtao-Martin Gould, 10-6

John Higgins-Tian Pengfei, 3-4

David Gilbert-Chris Wakelin, 10-4

Stephen Maguire-Jamie Jones, 4-10

Neil Robertson-Liang Wenbo, 10-3

 

Jogos de dia 19, 2.ª feira:

Kyren Wilson-Gary Wilson (10 e 19 h, 1.ª sessão e conclusão)

Ding Junhui-Stuart Bingham (10 h, 1.ª sessão)

John Higgins-Tian Pengfei, 3-4 (14.30 h, conclusão)

Jack Lisowski-Ali Carter (14.30 h, 1.ª sessão)

Anthony McGill-Ricky Walden, 5-4 (19 h, conclusão)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias